09/09/2020 às 09h00min - Atualizada em 09/09/2020 às 09h00min

FMF já organiza a segunda divisão

ALBERTO GOMIDE
Foto: Divulgação/Uberaba Sport Club

A Federação Mineira de Futebol está organizando o Campeonato Mineiro da Segunda Divisão. As federações do futebol brasileiro criaram tantas nomenclaturas para os seus campeonatos, que servem apenas para confundir o torcedor. Algumas colocam séries A, B, C, etc; outras Módulo I, Módulo II, etc. Em tempos idos eram apenas divisões: Primeira, Segunda, Terceira, etc. Ficava tudo muito claro.

Em Minas, por exemplo, existem os Módulos I e II, e também a Segunda Divisão. Como Segunda Divisão? Se os Módulos I e II têm acesso e descenso, evidente que a divisão seguinte seria a Terceira ou o Módulo III, ou, em outros casos, como São Paulo, seria a letra C. Mas é assim que os dirigentes das entidades denominam seus campeonatos. Assim, a Segunda Divisão em Minas é, na verdade, uma Terceira Divisão.

Dito isto, vamos ao que interessa realmente. A FMF está trabalhando na organização da Segunda Divisão. Já publicou o edital chamando os interessados, que estão atendendo as exigências e confirmando participação. Já foi realizado também o congresso técnico.

Os clubes que vão disputar a competição se submeterão aos protocolos sanitários e de higiene de combate ao coronavirus. As exigências são muitas e custarão caro para os participantes. Os jogos poderão ser realizados até o mês de fevereiro de 2021, vez que houve a extensão do calendário do futebol de 2020 pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Os custos de arbitragem, quadro móvel e inerentes ao protocolo serão arcados pelos próprios clubes e a FMF executará o mesmo procedimento adotado nas competições profissionais de 2020. O estádio ou campo será vistoriado pelo Departamento de Estádios da FMF, que emitirá parecer e, consequentemente, aprovação ou reprovação. Caso o clube não preencha integralmente os requisitos exigidos no edital, não estará apto a disputar o Campeonato.

Segundo apuração, serão 10 equipes na competição, divididas em dois grupos de cinco. No Grupo A estarão América de Teófilo Otoni, União Luziense de Santa Luzia, Betis de Ouro Branco, Contagem da cidade do mesmo nome, e Aymorés de Ubá, que não disputa a competição desde 1995. No Grupo B estarão Atlético de Três Corações, Passense de Passos, Poços de Caldas, Santaritense de Santa Rita e Uberaba Sport Club. A única equipe da região no campeonato é o Uberaba Sport Club (foto) que tem como meta retornar ao Módulo II.

O regulamento prevê que as três melhores equipes de cada grupo se classificam para um hexagonal final sem ida e volta (os melhores colocados na primeira fase fazem três jogos em casa) para decidir campeão e vice que garantirão a promoção ao Módulo II do Campeonato Mineiro. A primeira fase acontece entre 21 de novembro e 20 de dezembro. O hexagonal entre 10 e 31 de janeiro de 2021.

Não tem nada a ver com a Segunda Divisão de Minas, mas muito a ver, também, com o futebol mineiro. É sobre o famigerado VAR, que veio com o propósito de melhorar, mas isto não está acontecendo, aliás, está complicando ainda mais. Além disso, um enorme custo. Um cabide de emprego, parece. Antes era o árbitro, dois auxiliares e um mesário e um delegado da federação. Hoje são dez pessoas: árbitro central, assistente 1, assistente 2, 4º árbitro, 5º árbitro, inspetor, árbitro de vídeo, avar 1, avar 2, e o observador de var. Nas duas partidas entre Atlético e Tombense, com vitórias de 2x1 e 1x0 do Galo, conquistando o 45º título estadual, não faltaram críticas. Aliás, o descontentamento está geral com o VAR.


*Este conteúdo é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.

 

Tags »
Relacionadas »
Comentários »