21/03/2020 às 09h30min - Atualizada em 21/03/2020 às 09h30min

Pandemia do Medo - COVID-19

ADRIANO SANTOS
O mundo vive um caos e no esporte é semelhante. Os Campeonatos Regionais já foram paralisados, breve farão finais com os quatro primeiros colocados. O Brasileirão poderá ter sua fórmula alterada, Libertadores será adiada para setembro, a Copa América para 2021, os Campeonatos Europeus se encaminham para o fim, Eurocopa, Fórmula 1, tênis, vôlei. Tudo terá que ser reformulado.

Sabemos que a maioria dos eventos esportivos e equipes são patrocinadas. Empresas, marcas, lucro, e agora?

Na Pandemia do Medo, milhares de empresas cortarão gastos, funcionários e prioridades.

O que será feito dos pequenos clubes da série A, do Campeonato Argentino, Alemão, Inglês, Italiano, dentre outros?

O que será feito dos esportes como futsal, vôlei, tênis, natação, basquete?

Ontem por 7 a 4, a Superliga de Vôlei foi encerrada com o Praia na primeira colocação do torneio, isso mesmo ENCERRADA. A mesma tem por força a simples questão do contrato das atletas. Os contratos duram de agosto a abril, pós-paralisação a maioria dos clubes teriam que arcar com salários sem receitas.

O esporte caminha para um ano perdido. Não é péssimo, é a forma que a grande mídia trata o novo vírus (Covid-19). A televisão e a internet são mecanismos importantes nesse momento, que, no entanto, se excedem em pânico e desserviço a função alarmista desnecessária.

A Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte confere que a prática regular de exercícios físicos melhora a função imunológica em seres humanos e otimiza as defesas do organismo frente as infecções, ou seja, pessoas fisicamente ativas, têm menor chance de apresentar diversas doenças como diabetes, doenças cardiovasculares e outras patologias.

Ressalvo que o exercício físico tem além de papel preventivo, é orientando a ser realizado em locais abertos, evitando-se academias, clubes esportivos ou similares que tem locais fechados, evitando a aglomeração de pessoas.

Lembrando que o COI - Comitê Olímpico Internacional “bateu o pé” e disse que irá acontecer sim as Olimpíadas, a mesma acontecerá no Japão. Atletas do mundo todo pediram o adiamento, que acredito que não irá acontecer.

O mundo está com medo, o Esporte perdeu o ano de 2020, e 2020 será lembrado para sempre como o ano que mundo deixou de sorrir.

O que nos resta é contar os dias para que cada dia nos ensine a estar melhor quando tudo isso passar.

Pratique exercícios. Beba água. Sorria. Temos que acreditar que tudo isso vai passar.


*Esta coluna é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.










 
Relacionadas »
Comentários »