04/03/2020 às 08h10min - Atualizada em 04/03/2020 às 08h10min

Uberlândia Esporte, pênaltis e o futuro

ADRIANO SANTOS

Foram 30 anos de vida para ver algo inédito: um árbitro deu um pênalti aos 44 minutos do segundo tempo. Esse episódio aconteceu dentro do Mineirão contra o time da casa. Isso mesmo que você leu, o árbitro deu um pênalti contra o Cruzeiro dentro do Mineirão. Aliás, o Uberlândia Esporte teve um pênalti assinalado contra outro time grande: o Atlético Mineiro. O Uberlândia Esporte desperdiçou, em média, cinco pontos que lhe dariam outro patamar na competição. Já dizia meu amigo Juca Bala: "erra quem bate, mas escolhe alguém bom pra bater".

O Verdão melhorou, o técnico recém-contratado conseguiu implementar "ataque". O Dão é mais agressivo, tem laterais que apoiam de verdade e a busca do gol como referência de jogo. O Uberlândia Esporte foi melhor que o Cruzeiro em muitos momentos. Aliás, o time do Cruzeiro diante da crise é sem dúvida o pior time dos últimos dez anos.

O Uberlândia foi superior na proposta de jogo, chutou 17 vezes contra sete finalizações do Cruzeiro. Teve também o melhor aproveitamento de passes 92,51% x 91,22% do Cruzeiro. O Cruzeiro teve mais posse de bola, 55% x 45% do Verdão, de acordo com dados da Footstast.

Com sete pontos, o Verdão depende dos outros e terá que evoluir fora de casa se quiser sonhar com a vaga na série D. O time é velho, talvez o ápice da preparação física seja agora, do "meio para o fim" da competição, que por sinal tem um ótimo preparador físico. É notória a evolução física da equipe até aqui.

Lamentavelmente vimos um pênalti mal batido, de um jogador que durante o jogo errou muito, saudoso e perseguido Diogo Peixoto. A forma que o mesmo bateu diante do Fábio foi infeliz. Logo o Fábio que é especialista em pegar pênaltis, logo o Uberlândia Esporte que precisava desse empate, logo no Mineirão que faria com que o empate fosse "vitória" diante a situação do Verdão.

Acompanhei as redes sociais do nosso atacante e o mesmo restringiu os comentários da sua conta no Instagram. Foram muitas críticas e excessos por parte dos torcedores. Agora a reabilitação em casa, diante um clássico e diante a boa fase da equipe. Nada de dizer que pênalti é loteria. Pênalti é treinamento, é necessário ter isso como pauta do planejamento.
 
Eleições no Uberlândia Esporte
Estive com alguns amigos no final de semana, pessoas com muita capacidade técnica e acima de tudo honestidade. Está se fortalecendo um grupo que tem o desejo de ajudar o Uberlândia Esporte, que precisa de carinho. A oposição precisa aprender a ser oposição, a história do "quanto pior melhor" só atrapalha a entidade.

O Uberlândia precisa sair das mãos de grupos políticos, deputados, vereadores e assessores. Precisamos olhar o Verdão como um filho que precisa de ajuda, não como uma herança de um pai rico. Não voto ou não posso, mas torço, opino, crítico. O Uberlândia precisa ser série A. Menos que isso, não tem a altura da nossa cidade.

*O conteúdo desta coluna é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.













 

Tags »
Relacionadas »
Comentários »