24/02/2020 às 12h27min - Atualizada em 24/02/2020 às 12h27min

Alertas online

LEANDRO MAZZINI
O Departamento de Segurança da Informação, vinculado ao Gabinete de Segurança institucional (GSI), já emitiu este ano dois boletins nos quais reforça aos servidores e autoridades do Governo recomendações para evitar ataques cibernéticos e dicas de “comportamento” nas redes sociais. No documento de Janeiro, o GSI recomenda: “Evitar publicação, comentário ou compartilhamento de informações sensíveis que possam ser usadas em seu desfavor”. Também indica evitar fotos, viagens e participações em eventos, “mantendo o mínimo de informações possíveis em seu perfil de redes sociais”.
 
Reforço da senha
No boletim mais recente, o órgão do Palácio do Planalto solicita que “revisem suas contas regularmente e verifiquem atividade não autorizada”.
 
Sobre custos
O ministro da Defesa, general Fernando Azevedo, viajou ontem de Anápolis (GO) para Brasília num jato da FAB. São apenas 1h30 de carro até a capital federal pela BR 060, duplicada e com bom asfalto.
 
Attenzione
País residente de uma das maiores populações brasileiras no exterior, a Itália vive um surto de coronavírus, com mortes na região de Milão e centenas de infectados no Norte. Um brasileiro relata que sua universidade cancelou as aulas.
 
Folia atravessada
Uma mudança no perfil das campanhas de Carnaval do Governo de prevenção a doenças em relações sexuais confirmou-se este ano, a exemplo do ano passado. Não há mais peças publicitárias recomendando uso de camisinhas – ou até distribuição de milhões de preservativos pelo Ministério da Saúde. Tomou a frente o Ministério dos Direitos Humanos e da Família com campanhas de conscientização para adolescentes.
 
Chantagem
O general Augusto Heleno, ministro do GSI, conseguiu unir senadores da oposição e parlamentares alinhados ao Palácio. Isso porque, se houvesse sessão deliberativa do Senado há dias, o requerimento de convocação dele para se explicar no plenário seria aprovado com folga. Até bolsonaristas se irritaram com a declaração do general sobre suposta “chantagem” de parlamentares.
 
Tributária
Com dois deputados na comissão mista que irá discutir e votar a Reforma Tributária no Congresso, o Cidadania refutará aumento de imposto. Paula Belmonte (DF) e Arnaldo Jardim (SP) vão integrar o colegiado que terá 45 dias para analisar o tema.
 
Alívio na produção
Líder da bancada, Jardim adianta que o partido terá como tarefa propor medidas para a simplificação tributária visando a desoneração do setor produtivo: “Nenhum acréscimo de carga tributária. Tem que ser neutra, de preferência que diminua a carga e que seja uma resposta rápida à sociedade”.
 
Peso do malhete
O Superior Tribunal de Justiça recebeu denúncia contra o ex-presidente do Tribunal de Contas Estado do Amapá José Júlio de Miranda Coelho, por lavagem de dinheiro. Na recente sessão da Corte Especial do STJ, a subprocuradora-geral da República, Lindôra Araújo, citou a vertiginosa evolução patrimonial de Miranda.
 
Três Ferrari
Em 1998, segundo declaração de bens ao TER-AP, o patrimônio do conselheiro era de R$ 353 mil. Em 2010, conforme laudos periciais, seja em nome próprio ou de terceiros, Miranda foi apontado como proprietário de três carros Ferrari, um Maserati, três Mercedes Benz, um Ford Mustang, dois BMW, uma aeronave Cessna Citation 500, além de embarcações, estabelecimentos comerciais e dezenas de imóveis.


*Esta coluna é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.







 
Relacionadas »
Comentários »