11/08/2019 às 15h00min - Atualizada em 11/08/2019 às 15h00min

Você já fez cópia dos seus dados?

PAULO SANT'ANNA

Em um momento em que cada vez mais nossos documentos, dados, informações e lembranças são gerados e armazenados digitalmente em nossos equipamentos, sem dúvida alguma ter pelo menos uma cópia de segurança dessas informações se faz necessário. A questão é que boa parte das pessoas não se atenta a esse fato, e acaba não tomando qualquer ação, muitas vezes por desconhecimento, por não dar a importância suficiente ou até mesmo pela correria frenética do dia a dia.

A prevenção sempre é a melhor opção, até porque equipamentos têm vida útil, discos rígidos podem apresentar avaria, computadores podem queimar e celulares podem ser perdidos ou furtados. Não temos como prever quando alguma situação como essas ou outras similares acontecerão. Tenho certeza que você já presenciou alguém próximo com problemas deste tipo ou até mesmo já passou por isso. Normalmente é quando acontece que nos damos conta que não temos a cópia daqueles dados que foram comprometidos ou perdidos.

Durante a minha trajetória profissional já presenciei situações em que um pen drive, com pouca capacidade de armazenamento e um custo mais do que acessível, seria suficiente para salvar, por exemplo, documentos preparados por um profissional liberal, provas elaboradas por um professor ou as fotos e vídeos do aniversário de 1 ano do filho de um amigo. Eu já vivenciei casos de pessoas e até mesmo de empresas que perderam todos os documentos e não tinham qualquer backup. Cabe a nós profissionais de TI conscientizar nossos familiares, amigos e clientes.

No que tange ao mercado corporativo, as empresas possuem diversas técnicas e soluções sofisticadas e aprimoradas que proporcionam uma disponibilidade de dados no caso de algum incidente. Mas no ambiente doméstico, do usuário final ou profissional liberal, falta orientação.

Então, para evitar situações desagradáveis, eu recomendo aos amigos leitores que façam cópias simples mesmo, de forma manual. Para isso, vou listar duas dicas que podem e devem auxiliar os amigos leitores a terem pelo menos uma cópia de segurança dos seus dados pessoais.

1- Compre um HD Externo ou pen drive – Primeiramente faça uma verificação dos dados que realmente são importantes e essenciais e veja o tamanho de espaço em disco que ocupam. Após isso, compre um HD externo ou pen drive com pelo menos o dobro da capacidade que você precisa para ter espaço suficiente para fazer suas cópias e defina uma periodicidade para executar esta atividade. O custo de armazenamento caiu bastante e muitas vezes as informações são mais valiosas que o próprio equipamento, portanto não economize para ter seus dados a salvo. Muitos modelos de HDs e pen drives já vêm com um aplicativo para automatizar as cópias.

2- Utilize serviços de armazenamento em Nuvem – Temos boas opções como One Drive, Google Drive e Dropbox para armazenamento de documentos. Todos possuem planos iniciais gratuitos que podem ser facilmente instalados e configurados. Para fotos, utilize o Google Fotos, que fornece espaço ilimitado e gratuito. Fazendo isso você terá uma segunda cópia dos dados a salvo na nuvem.

Então, não deixem de fazer suas cópias de segurança e caso tenham alguma particularidade ou precisem de algo mais específico procurem um auxílio especializado.

Um feliz Dia dos Pais e até o próximo domingo!

*O conteúdo desta coluna é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.

Relacionadas »
Comentários »