22/01/2018 às 18h40min - Atualizada em 22/01/2018 às 18h40min

Interesse pelo Parque Aquático

ALBERTO GOMIDE | COLUNISTA
Foto: Divulgação
 
O evento foi tão concorrido, que estava marcado para o Gabinete do Prefeito e acabou sendo transferido para o Salão Cícero Diniz, que também foi pequeno para acomodar todos os presentes. O acontecimento foi a assinatura da ordem de serviço para a retomada das obras do Parque Aquático de Uberlândia. A obra foi paralisada em 2013 e ficou abandonada por mais de 4 anos. Localizado dentro do Complexo Parque do Sabiá, a estrutura contará com arquibancada para cerca de 1.300 pessoas, sanitário masculino e feminino para o público, para atletas e árbitros e para a administração, piscina olímpica semiaquecida e galeria técnica de 1.200 m². O projeto segue todas as exigências da Federação Internacional de Natação (Fina), para que Uberlândia possa sediar competições também internacionais. A continuidade dos serviços será realizada pela LJ Construções e Serviços e garantirá a conclusão e a entrega do equipamento - projeto que teve início ainda em 2008 graças a uma emenda parlamentar do ex-deputado federal João Bittar e que, na sequência, resultou em um convênio entre a Prefeitura de Uberlândia, o Governo Federal e o Governo de Minas. O espaço que comportará o Parque Aquático Municipal é um dos módulos que integram o Complexo Virgílio Galassi (extensa área onde se concentram o Parque do Sabiá, o Estádio Parque do Sabiá e a Arena Sabiazinho, por exemplo). O projeto foi idealizado no fim do primeiro mandato do prefeito Odelmo Leão (2005-2008) em parceria com João Bittar.

RAPIDINHAS
 
- Após a derrota de 2 a 0 na abertura do Campeonato Mineiro, para a URT, no Parque do Sabiá, deixando o torcedor desacreditado, o Uberlândia Esporte Clube, com um time bastante modificado e jogando melhor, foi a Juiz de Fora e conquistou uma expressiva vitória por 5 a 2, sobre o Tupi, surpreendendo aqueles que saíram decepcionados do Parque no jogo de estreia. Amanhã, pela 3ª rodada, O UEC enfrenta o Cruzeiro, no Mineirão.
 
- O Dentil/Praia Clube, que levava um certo favoritismo na decisão da Copa Brasil de Vôlei Feminino, após impor derrota ao Minas Tênis Clube por 3 a 0, nas semifinais, sofreu uma espécie de “apagão”, jogou muito mal e perdeu o título da competição para o Vôlei Nestlé/Osasco (SP), no Ginásio Jones Minosso, em Lages (SC), quando foi derrotado por 3 a 0.
 
- A Liga Nacional de Futsal divulgou as 19 equipes que vão disputar a competição em 2018. Mais uma vez, o Minas Tênis Clube será a única equipe mineira no torneio, mantendo sua tradição, já que o clube é o único do estado a disputar todas as 22 edições da LNF. No passado, Minas Gerais já teve outros representantes, como o Atlético (bi campeão em 97 e 99) e o Praia Clube Uberlândia.
 
- A Liga Uberlandense de Futebol, após recesso no período de festas de fim de ano, retoma as atividades administrativas, dando início na programação dos campeonatos da nova temporada. No ano passado a LUF realizou 11 campeonatos, sendo quatro regionais (sub-13, sub-15, sub-20 e adulto), além do Veterano, Rural e Copa Uberlândia. As competições oficiais da Liga são o da Divisão Especial, Divisão de Acesso, Juvenil e Júnior, o que pode ser repetido neste ano.
Relacionadas »
Comentários »