12/05/2022 às 14h37min - Atualizada em 12/05/2022 às 14h37min

Trio envolvido em homicídio é preso pela Polícia Civil em Uberlândia

Investigação aponta que criminosos planejaram execução de homem de 58 anos durante três meses

REDAÇÃO I DIÁRIO DE UBERLÂNDIA
Homicídio foi registrado em barracão no bairro Novo Mundo I Foto: Polícia Civil/Divulgação
A Polícia Civil prendeu, no início desta semana, três autores envolvidos em um assassinato ocorrido no dia 22 de março, em Uberlândia. Na ocasião, o proprietário de uma oficina, de 58 anos, foi morto a tiros enquanto trabalhava em um barracão, localizado no bairro Novo Mundo.

Durante a ocorrência, a Polícia Militar (PM) avistou o homem caído no chão com sinais de disparos de arma de fogo na cabeça. Segundo informações, o proprietário do barracão alugava o local para terceiros e fazia diversas parcerias com prestadores de serviços. De acordo com os militares, um serralheiro que também atuava na empresa estava no local no momento do crime. Ele tentou enganar os policiais, alegando que não tinha envolvimento no homicídio.

Naquele momento, os militares que atenderam a ocorrência encontraram indícios de que o suspeito teria avisado o autor dos disparos de que a vítima, identificada como João Batista de Oliveira Bastos, havia chegado ao barracão, possibilitando que o criminoso pudesse surpreendê-la com os disparos. Com a suspeita, a Polícia Militar deu voz de prisão em flagrante ao funcionário, que conseguiu a liberdade após uma decisão do Poder Judiciário.

A partir disso, a Polícia Civil em Uberlândia iniciou as investigações e obteu informações e elementos informativos que possibilitaram identificar três indivíduos e suas devidas participações no assassinato de Bastos. Conforme apurado pela Delegacia de Homicídios, um dos envolvidos era o funcionário, que tinha desavenças anteriores com a vítima em virtude de negociações referentes aos serviços e um imóvel. Segundo o investigado, João Batista, que possuía diversas passagens criminais, ameaçou-o de morte em algumas ocasiões.

Ainda de acordo com a polícia, as investigações evidenciaram que o crime era planejado desde dezembro de 2021, sendo que no dia 7 de março João Batista de Oliveira Bastos matou os cachorros do funcionário. O fato aumentou as desavenças já existentes, mas não foi a única motivação do crime. Durante as diligências, um dos investigados assumiu que efetuou os disparos contra a vítima, e os outros dois foram apontados como autores, já que um deles avisou sobre a chegada da vítima e outro foi responsável por levar o criminoso até o barracão para cometimento do crime.

A Delegacia de Homicídios representou pela prisão temporária do trio, que foi deferida pelo Poder Judiciário. O prazo é de 30 dias, podendo ser prorrogado por mais 30 ou convertido em prisão preventiva. Os três criminosos foram levados ao Presídio Jacy de Assis.

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Compartilhe esta notícia no Telegram


VEJA TAMBÉM:

Proprietário de oficina é morto a tiros no bairro Santa Mônica, em Uberlândia

 

 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »