20/09/2021 às 13h00min - Atualizada em 20/09/2021 às 13h00min

Integrante de grupo criminoso investigado pela Operação Diamante de Vidro é preso em Uberlândia

Prisão aconteceu em um restaurante no bairro Umuarama; operação investiga, entre outros crimes, tráfico de drogas, homicídios e lavagem de dinheiro

DA REDAÇÃO
Operação Diamante de Vidro foi realizada no dia 17 de agosto deste ano com o objetivo de combate aos crimes de tráfico de drogas, homicídios e lavagem de dinheiro | Foto: PCMG

Mais um alvo da Operação Diamante de Vidro foi preso neste sábado (18), em Uberlândia. O homem, segundo informações da Polícia Civil, estava foragido desde 17 de agosto e fazia parte da quadrilha de traficantes que estava sendo investigada pelos policiais há um ano e três meses em Uberlândia e região. 

 

A prisão aconteceu em um restaurante do bairro Umuarama e o suspeito não resistiu quando foi abordado pelos policiais. O investigado, que declarou não ter profissão, foi preso por uma equipe do Setor de Inteligência do 9º Departamento de Polícia Civil ( DPC), em cumprimento a um mandado de prisão expedido pela 1ª Vara Criminal de Uberlândia. O homem, de 30 anos, foi conduzido para a Delegacia de Plantão, de onde seguiu para o Presídio Professor Jacy de Uberlândia – Uberlândia 1.

 

A operação Diamante de Vidro foi deflagrada no dia 17 de agosto, em várias partes do Estado no combate ao tráfico de drogas, homicídios, lavagem de dinheiro e outros crimes. Na ocasião, mandados de prisão, busca e apreensão foram cumpridos em Uberlândia, Araguari, Paracatu, Tupaciguara, Córrego Danta, Jaíba e São Paulo. Somente em Uberlândia, o Poder Judiciário expediu 46 mandados de busca e apreensão, 28 mandados de prisão preventiva, 14 indisponibilidades de imóveis,  sequestro de 27 veículos e duas embarcações náuticas.

 

A investigação é desenvolvida com o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), numa integração com a Polícia Militar (PMMG) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Minas Gerais. O nome da operação é uma referência à origem da ação que ocorreu da prisão de três suspeitos de estarem negociando diamantes em Uberlândia, em junho de 2020. Contudo, no decorrer da ação verificou-se que as pedras preciosas eram falsas.

VEJA TAMBÉM:

 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »