24/08/2021 às 09h50min - Atualizada em 24/08/2021 às 09h50min

Em desdobramento de operação, Polícia Civil apreende produtos avaliados em R$ 600 mil

Investigações continuam para identificar mais vítimas e localizar restante do grupo criminoso

DA REDAÇÃO
Materiais apreendidos estão avaliados em mais de R$ 600 mil | Foto: PCMG/Divulgação

No último sábado (21), a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) apreendeu materiais avaliados em mais de R$ 600 mil, em uma distribuidora de gesso, no bairro Jardim Brasília, em Uberlândia. A apreensão foi mais um desdobramento da Operação Apodomisi.

 

Entre a mercadoria encontrada estavam materiais de construção, eletroeletrônicos, produtos de limpeza e também material perecível que foram adquiridos de forma ilícita. A PC chegou até o endereço na avenida Rural, durante investigações feitas por uma equipe da 5ª Delegacia de Polícia, com apoio de policiais civis de outras repartições policiais de Uberlândia.

 

Desde a execução da operação, na última quarta-feira (18), a PC vem trabalhando no levantamento dos golpes praticados pela quadrilha, com o intuito de prender todos os integrantes. Segundo a delegada Daniela Novais Santana, coordenadora do trabalho realizado no sábado, uma vítima dos golpistas foi localizada e o trabalho segue para localizar o restante das pessoas que foram lesadas.

 

De acordo com a investigação, os criminosos deram golpes que somados podem chegar a mais de R$ 2 milhões. O suspeito de chefiar o esquema foi preso na operação. O grupo adquiria os produtos, principalmente materiais de construção, se passando por clientes comuns, sempre por aplicativos, e quando a mercadoria era entregue a compra era contestada. 

 

Na última quarta-feira (18), foram apreendidos vários materiais em um galpão do bairro Martins. Quatro mandados de prisão e seis mandados de busca e apreensão foram cumpridos. A operação “Apodomisi”, cuja palavra tem o significado de desconstrução, é resultado de oito meses de investigação, sob a coordenação do 9º Departamento de Polícia Civil de Uberlândia.

VEJA TAMBÉM:

 
 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »