10/08/2021 às 15h07min - Atualizada em 10/08/2021 às 15h07min

Câmara rejeita convocação de secretária de Governo e Comunicação para esclarecimentos com gastos da prefeitura com publicidade

Vereadores queriam que Ana Paula Junqueira justificasse altos gastos com publicidade em 2021, que já ultrapassam R$ 20 milhões

SÍLVIO AZEVEDO
Plenário aprovou por 17 votos a 6 a não convocação da secretária | Foto: Aline Rezende/CMU
Um requerimento proposto pelos vereadores Thiarles Santos (PSL) e Cláudia Guerra (PDT) solicitando a convocação da secretária Municipal de Governo e Comunicação, Ana Paula Junqueira, foi votado na sessão ordinária desta terça-feira (10), após intenso debate entre parlamentares da base e da oposição.
 
No requerimento, Ana Paula Junqueira seria convocada para explicar os gastos da Prefeitura de Uberlândia com publicidade, que ultrapassam os R$ 20 milhões em 2021. As notas empenhadas seriam da empresa Intelligentsia & Attitude Comunicação Ltda.
 
Segundo Thiarles, o controle social das ações dos governantes e funcionários públicos é importante para assegurar que os recursos públicos sejam bem empregados em benefício da coletividade. 
 
“Há um ano e meio, a economia tem sofrido os reflexos financeiros impostos pelo fechamento das atividades comerciais devido à Pandemia da Covid-19, o que exigiu tanto das entidades públicas quanto privadas, um exímio planejamento e controle financeiro, priorizando aquilo que é mais urgente. Foram empenhados, apenas este ano de 2021, mais de 20 milhões de reais, apenas com uma empresa de propaganda e marketing, enquanto assistimos, estarrecidos, nossos entes queridos virem à óbito nas filas de espera por um leito de UTI”. 
 
Líder do Governo na Câmara, Antônio Carrijo (PSDB) argumentou não ser necessária a convocação da secretária, pois todos os pedidos de informações enviados pelos vereadores ao Executivo já são respondidos.
 
“O que o parlamento tem que fazer é solicitar o pedido de informação que vamos responder, e todos que foram feitos estão sendo respondidos. E no pedido de convocação do vereador solicitando que a prefeitura gastou R$ 20 milhões empenhados em 2021. Ela empenhou, não significa que gastou. Não há necessidade de expor nenhum secretário, seja ele de qualquer pasta. Trazê-lo na Câmara para fazer uma questão política? Não vamos fazer um embate político entre secretários e vereadores”, explicou.
 
Após a deliberação dos vereadores, o plenário aprovou por 17 votos a 6 a não convocação de Ana Paula Junqueira, o que foi duramente criticado pelo autor da proposta. “Incrível como vereadores que me ligaram e me apoiaram no pedido de convocação e hoje votaram contrário. Diferente dos senhores eu tenho ética e muito me envergonha ter conversado com pessoas que articularam para isso e votaram contrário”.
 
EXECUTIVO
A Prefeitura de Uberlândia anunciou, no Diário Oficial do Município desta terça-feira (10), a exoneração do ex-delegado da Polícia Federal Emerson Aquino do cargo de secretário Municipal de Prevenção às Drogas, Defesa Social e Defesa Civil. A decisão partiu do próprio servidor.
 
Em seu lugar foi nomeado o também delegado da Polícia Federal aposentado Orion Alves da Silva, que será o responsável pela pasta, onde já atuou como superintendente e secretário interino durante o segundo mandato de Odelmo Leão.



VEJA TAMBÉM:

 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »