20/05/2021 às 15h00min - Atualizada em 20/05/2021 às 15h00min

Uberlândia vai começar a receber vacina da Pfizer nos próximos dias

Governo estadual confirmou o envio do imunizante para o município, que já faz treinamento para operacionalizar as doses; cidades da região, como Araguari e Patrocínio, também serão contempladas

FERNANDO NATÁLIO
Ministério da Saúde enviou, nesta terça (18), doses da Pfizer para serem distribuídas para 47 cidades do estado, entre elas Uberlândia I Foto: Fábio Marchetto/Agência Minas
Uberlândia vai começar a receber, nos próximos dias, a vacina da Pfizer/BionNTech. A informação foi confirmada pelo Governo do Estado de Minas Gerais nesta quinta-feira (20). Segundo informações do Estado, 47 municípios mineiros, entre eles, Uberlândia, estão aptos a participar da segunda etapa de introdução/expansão deste imunizante.

A distribuição para as Unidades Regionais de Saúde (URSs), que vão repassar as doses para as 47 cidades, terá início nesta sexta-feira (21). Na última terça-feira (18), o Ministério da Saúde enviou 64.350 doses da vacina da Pfizer para serem distribuídas para estes municípios.

Na área de abrangência da Superintendência Regional de Saúde de Uberlândia também receberão as doses da vacina da Pfizer os municípios de Araguari e Patrocínio. Ambos constam na lista divulgada pelo Estado de Minas Gerais nesta quinta. Na região do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba outras cidades, como Uberaba, Araxá e Patos de Minas, também serão contempladas com o imunizante.

Segundo o superintendente regional de saúde de Uberlândia, Marcelo José Pires Ferreira, os municípios da jurisdição da Superintendência Regional de Saúde de Uberlândia que têm mais de 79 mil habitantes estão recebendo treinamento para lidar com esse tipo de vacina (Pfizer/BionNTech).

A Regional de Saúde de Uberlândia tem 18 municípios em sua abrangência. Além da cidade de Uberlândia, que tem quase 700 mil habitantes, os outros dois municípios desta jurisdição com mais de 79 mil pessoas que residem na localidade são Araguari, com, aproximadamente, 110 mil moradores, e Patrocínio, com cerca de 85 mil habitantes.

TREINAMENTO EM UBERLÂNDIA
Profissionais da Vigilância Epidemiológica e do Programa de Imunização da Prefeitura de Uberlândia receberam, nesta quinta-feira (20), um treinamento complementar referente ao recebimento das doses da vacina Pfizer/BionNTech. O treinamento online foi promovido pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) para profissionais dos municípios que estão aptos a receberem as doses do imunizante. Assim como no treinamento da última terça-feira (18), as recomendações foram repassadas pela líder da área médica de vacinas da Pfizer no Brasil, Júlia Spinardi. 

No treinamento, foram repassadas mais informações sobre como será a logística de recebimento para as doses que devem chegar nos próximos dias aos municípios que estão aptos e dentro dos critérios estabelecidos pelo Grupo Técnico de Rede de Frio da Coordenação Geral do Programa Nacional de Imunizações.

Para a coordenadora do Programa de Imunização, Claubia de Oliveira, a estrutura oferecida pela Prefeitura de Uberlândia, tanto de armazenamento quanto de capacidade vacinal por dia, foram decisivos para a cidade estar entre as selecionadas. “Umas das recomendações técnicas é de que, após o descongelamento, as vacinas podem ser mantidas no refrigerador em temperaturas que variam entre 2ºC a 8ºC, com frasco fechado, por no máximo, cinco dias. Temos estrutura e equipes suficientes para atender a este critério, já que nossa capacidade é de vacinar mais de quatro mil pessoas por dia”, garantiu. 

ESTRUTURA ADEQUADA
Em parceria com a empresa alemã BioNTech, a americana Pfizer desenvolveu e testou uma vacina baseada em RNA mensageiro sintético, que auxilia o organismo a gerar a imunidade contra o coronavírus, especificamente o vírus SARS-CoV-2. A vacina precisa ser estocada em baixas temperaturas para preservar a sensibilidade da molécula de RNA, que só se mantém estável e efetiva nas condições de congelamento.

Desde o início da gestão da Prefeitura de Uberlândia pelo prefeito Odelmo Leão, houve uma modernização da Central de Vacinação que, atualmente, proporciona todas as condições de infraestrutura para armazenar os imunizantes. O município tem dois ultrafreezers que permitem a manutenção de uma temperatura de até -86º C.

A Prefeitura ainda detém um planejamento prévio, o que possibilita que equipes devidamente treinadas estejam de prontidão para aplicar uma média relevante de doses por dia, com previsão de ampliação. Além disso, o registro de cada dose aplicada é feito de forma contínua por meio de prontuário eletrônico e disponibilizado no Vacinômentro, no Portal da Prefeitura.

Devido a essa estrutura, o prefeito Odelmo Leão requereu no fim de abril que os governos estadual e federal enviem para Uberlândia doses da vacina fabricadas pela Pfizer/BionNTech. Por meio de ofícios enviados ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e ao governador de Minas Gerais, Romeu Zema, o prefeito reforçou que o município tem todas as condições de infraestrutura, com capacidade vacinal e mobilidade urbana (incluindo um aeroporto para voos nacionais e internacionais), para receber, armazenar e aplicar o imunizante de forma adequada na população.



 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »