19/03/2021 às 10h08min - Atualizada em 19/03/2021 às 10h08min

Entenda por que a sua marca precisa de branding

Você sabe o que é branding?

PUBLIEDITORIAL
O mercado está em busca de novidades a todo o momento. É um movimento mundial de consumo que impõe essa busca às empresas para que estejam sempre procurando estratégias de marketing mais eficazes para deixá-las à frente de seus concorrentes.

Porém, é importante entender que os resultados não aparecem do dia para a noite. É um processo executado ao longo do tempo e é necessário utilizar estratégias que elevem o conceito de sua marca para que a repercussão seja positiva. Em suma, a solução para esse tema é o branding.
 
Branding é um método de gerir as estratégias que envolvam a marca de uma empresa e garantir que esta cresça de forma inteligente e duradoura.
 
Como mencionado, essa gestão traz resultados a longo prazo, pois é algo que demanda tempo de estruturação. O branding trabalha com conceito da marca, o que a empresa deseja passar para os seus consumidores. Por isso, é preciso planejamento e estruturação para que, assim, consiga-se potencializar o reconhecimento da marca na mente do público-alvo.

Este método tem como objetivo assegurar aos stakeholders e fazê-los entender o posicionamento da marca em relação a um determinado tema. Também se busca pelo aumento de relevância e visibilidade no mercado, bem como a ampliação da reputação junto aos seus consumidores.

Para você entender mais sobre branding e sua importância, continue nesse artigo. Aqui você verá três vertentes de Branding             
  1. Estratégias
  2. Vantagens
  3. Exemplos
 
  1. Estratégias do Branding:
Para que possa ficar mais clara a importância de branding para uma marca, é necessário saber quais as estratégias desse método e o que elas podem fazer pela sua empresa. Listamos as principais delas:
 
·  Construção de marca – essa é uma estratégia obrigatória já que é por meio dela que a sua empresa deve começar a trabalhar. Os próximos passos só irão funcionar se a construção da marca der certo, pois ela reúne tudo o que a marca precisa para se lançar no mercado.  Isso se refere aos elementos da sua empresa, como: identidade visual, posicionamento, linguagem, entre outros.
·   Ponto de venda – o local onde o consumidor tem contato com a empresa e os produtos oferecidos. Por exemplo, se sua marca produz macarrão, ela estará em supermercados. Independentemente de ser em loja física ou virtual, a marca deve oferecer um ambiente que condiga com a identidade visual e o posicionamento da marca para se conectar com os clientes.
·   Marketing de conteúdo – o marketing está diretamente atrelado ao branding e, as estratégias de conteúdo são as mais favorecem a relação entre empresa e público-alvo. É uma maneira de o seu negócio reforçar os valores e os conceitos da marca, estreitando as relações com o cliente que promovam o reconhecimento da empresa.
·  Redes sociais  na era digital é impossível ignorar a força das redes sociais. É por meio desta plataforma que muitas pessoas consomem conteúdo e os compartilha.
·  Marketing promocional – no que diz respeito às vendas, é importante investir em ações promocionais. É uma forma de conquistar o apreço dos consumidores e mostrar que a marca se preocupa com o que eles pensam e sentem. Dessa forma, a sua marca fica na mente e no coração do consumidor, criando a lealdade.
·   Endomarketing – tudo o que foi definido até este momento – identidade visual, valores, linguagem etc. – precisam fazer sentido dentro da cultura organizacional da empresa. A falta de alinhamento pode, tanto no ambiente interno quanto no externo, fazer com que imagem da empresa seja construída de maneira diferente e errônea da qual foi planejada.
 
  1. Vantagens do Branding:
branding, como tem sido falado, traz resultado em longo prazo, ou seja, não é algo de imediato. Portanto, é fundamental que a empresa tenha paciência com as estratégias antes de decidir mudar de rumo e escolher outros métodos. Conheça alguns dos benefícios que a sua empresa pode ganhar com o branding correto e que são bem duradouros.
 
·   Visão abrangente sobre a empresa – é importante ter em mente que todas as áreas de uma empresa são responsáveis por sua gestão. Por meio do branding temos uma visão mais abrangente do negócio. Dessa forma, é possível criar estratégias que sejam condizentes com o seu produto e o com o que o mercado necessita.
·   Clareza sobre a essência – ao entender a essência da marca, tanto para a empresa quanto para o consumidor, permite que a tomada de decisões seja feita de de maneira mais assertiva. Por exemplo: oferecer produtos que conversem entre si e reflitam os valores da empresa faz com que a marca ganhe relevância e os clientes entendam o conceito por trás das ofertas.
·   Engajamento dos colaboradores – como mencionado anteriormente, o branding permite a construção de uma cultura organizacional mais alinhada. Dessa forma, a empresa entende a importância de cada funcionário que faz parte de seu negócio. Portanto, os colaboradores se sentem mais apreciados pela marca e há um maior engajamento deles com o propósito do negócio. Ou seja, é formada uma equipe mais comprometida com o conceito que a marca quer passar tanto interna quanto externamente.
·   Conexão com o consumidor – através do branding, as marcas constroem personalidades únicas, capazes de influenciar na escolha dos consumidores. Isso se dá por motivos além de um preço mais competitivo no mercado. O foco é nos valores e ideias que a marca quer passar. Essa ação é capaz de se conectar com o consumidor de maneira mais profunda, mostrando aos clientes que a marca os escuta e entende, estreitando o vínculo entre os dois.
·   Resultados duradouros – com o branding é possível apostar em diferenciais que vão além da superficialidade e de atributos tangíveis. Assim, os resultados acabam sendo intangíveis e emocionais, impactando o cliente de forma pessoal e positiva. Isso traz resultados mais duradouros, pois a partir do momento em que a marca cria uma conexão com o consumidor, é difícil que este a troque por outra.
 
  1. Exemplos de Branding:
Mas e na prática, com isso funciona?

Trouxemos alguns exemplos de marcas que utilizaram o branding de forma estratégica e vêm colhendo frutos até hoje. É sempre bom ressaltar que esse é um método que atende diversos tipos de empresas, sejam eles de pequeno ou grande porte.
 
·   Coca-Cola – um bom exemplo é o que a Coca-Cola faz, principalmente na época das festas de fim de ano. A campanha com o slogan “Abra a Felicidade” tornou-se um símbolo, mas durante as festividades eles vão além com o trabalho de branding e marketing. A cada ano, as embalagens mudam e assumem uma decoração natalina. Sem falar dos comerciais na televisão. Com isso, a marca garante o seu lugar na mente do consumidor, que todo ano já espera pelas campanhas emocionantes e as embalagens comemorativas. Assim, a Coca-Cola está presente na mesa da ceia de milhões de pessoas.
·   Apple – em comparação com a Coca-Cola, a Apple é mais nova no mercado. Porém, poucas dominaram da mesma forma que ela nas últimas décadas. O conceito principal de branding da Apple é o “Think Different”, o qual transmite a ideia de a inovação ser um dos principais valores da marca. O consumidor está sempre atrás de novidades e a Apple aposta muito no branding de ser a marca da tecnologia e que a todo ano traz alguma inovação e necessidade de mercado.
 
Dessa forma, o branding não só transmite, mas também perpetua o conceito da sua marca no mercado. Além disso, também auxilia a conquistar o coração dos consumidores.

Apostar no branding pode ser descomplicado se houver o auxílio de uma consultoria, agência ou plataforma especialista. A Sinnapse é uma agência de marketing digital especializada, que sempre busca evoluir para trazer o melhor do mundo digital para a sua empresa. Entregamos as melhores estratégias e soluções digitais, incluindo o branding estratégico, para a sua marca.


Essa publicação é de responsabilidade do autor e não representa necessariamente a opinião do Diário de Uberlândia.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »