16/02/2021 às 12h23min - Atualizada em 16/02/2021 às 12h23min

MPE recomenda suspensão de cirurgias eletivas em hospitais particulares de Uberlândia

Solicitação leva em consideração o aumento da pandemia do coronavírus na cidade

DA REDAÇÃO

O Ministério Público Estadual (MPE) recomendou que os hospitais e clínicas particulares de Uberlândia suspendam a realização de consultas e cirurgias eletivas, em função da pandemia da Covid-19. A indicação também é válida para operadoras, cooperativas, seguradoras e autogestoras de prestação de serviços de saúde de natureza privada.

O documento assinado pelo promotor de Justiça Fernando Martins leva em consideração a alta escalabilidade viral da enfermidade, que exige infraestrutura hospitalar nas redes pública e privada de maneira adequada, com leitos suficientes e composta com aparelhos respiradores em quantidade superior à população em eventual contágio, “o que está fora da realidade de qualquer centro médico do estado”.

Nesta segunda-feira (15), Uberlândia registrou um recorde no número de mortes pelo coronavírus. Pela primeira vez, 14 pessoas morreram em função da Covid-19 em 24h, o maior número apurado desde o início da pandemia. Além disso, 510 novos casos foram contabilizados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Sendo assim, o município acumula um total de 62.683 infectados.

Outro dado apontado no boletim epidemiológico da SMS é de que 504 pacientes estão hospitalizados com sintomas do vírus nas redes pública e privada da cidade. Destes, 201 estão internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e 303 em leitos de enfermaria.

RECOMENDAÇÕES
Conforme consta no documento, a recomendação pede que os hospitais e clínicas particulares continuem realizando o acolhimento a pacientes, especialmente idosos, nas hipóteses de doenças crônicas, assim compreendidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), como doenças cardiovasculares, respiratórias, câncer, diabetes e metabólicas.

O órgão ministerial indica ainda que os hospitais particulares devem prestar informação imediatamente ao Sistema Único de Saúde (SUS) quanto às ocorrências de pacientes relativas à Covid-19. As instituições privadas deverão também evitar a aglomeração de pacientes, esforçando no escalonamento conforme idades, prioridades e vulnerabilidades.

POSICIONAMENTOS
No último sábado (13), o Hospital Santa Genoveva emitiu um comunicado em suas redes sociais informando a suspensão das cirurgias eletivas na instituição. No mesmo dia, por meio de um comunicado, o Madrecor também confirmou a suspensão, visando atender as demandas de pacientes com a Covid-19.

O Hospital Santa Clara também disse, em um comunicado, que seguiu a recomendação do MPE e afirmou que a deliberação poderá ser prorrogada enquanto o nível de ocupação hospitalar permanecer elevado. Por meio de nota, a Unidade Hospitalar do Uberlândia Medical Center (UMC) informou que recebeu e está seguindo as recomendações do Ministério Público.



VEJA TAMBÉM:

Uberlândia tem recorde de mortes por Covid-19 em um só dia


Quatro vereadores e um deputado já enfrentaram a Covid neste ano


 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »