02/02/2021 às 11h00min - Atualizada em 02/02/2021 às 11h00min

Dez anos após ser iniciado, novo Trevo de Xapetuba é entregue

Na mais recente etapa da construção, conduzida por uma nova empresa responsável, trabalhos foram concluídos em 6 meses

IGOR MARTINS
Construção dá mais segurança a motoristas que trafegam nas BRs 452 e 365 | Foto: Ecovias do Cerrado/Divulgação

Marcado por uma série de paralisações durante sua construção e iniciado há mais de dez anos pelo Poder Público, o novo Trevo de Xapetuba ficou pronto. Após seis meses de obras ininterruptas, realizadas desde julho de 2020 e conduzidas por uma nova empresa responsável, a obra foi entregue na manhã desta terça-feira (2).

O trecho, localizado no entroncamento das BRs 452 e 365, entre os municípios de Uberlândia e Monte Alegre de Minas, é considerado como uma importante rota para o abastecimento de Minas Gerais e da região sul de Goiás.

As obras foram conduzidas pela Ecovias do Cerrado, concessionária responsável pela administração de 437 km das BRs 364/365/MG/GO, que interligam Jataí (GO) e Uberlândia, sob regulação da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Segundo o gerente de Engenharia da Ecovias do Cerrado, Miquéias Neuenfeld, a entrega do Trevo de Xapetuba é de grande importância para toda a região e confere mais segurança aos motoristas que trafegam pelas BRs 452 e 365. “Antes, quem vinha de Tupaciguara precisava fazer um deslocamento muito grande para entrar na 365. Agora, com o viaduto liberado, ele simplesmente faz o movimento direto da 452 para a 365, com muito mais segurança”, explicou Miquéias.

Em entrevista ao Diário de Uberlândia, o engenheiro afirmou que a obra se dividiu em três etapas. Na primeira, foi feita a remoção de vigas antigas. Na segunda fase, ocorreu a duplicação do trecho, com o objetivo de melhorar o tráfego no local. Já a última etapa foi responsável por construir o viaduto, pavimentar o trecho e fazer a implantação de luz no entroncamento.

OBRA PARADA
Iniciada há mais de dez anos pelo Poder Público, a construção do Trevo de Xapetuba sofreu uma série de interrupções até ser incluída no contrato de concessão assinado entre o Governo Federal, por meio da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), e a Ecovias do Cerrado.

Com sua entrega, o trevo elimina um deslocamento de 8 km para o acesso à BR-365, no sentido Uberlândia, para quem vem da BR-452, o que gera economia de tempo e dinheiro aos usuários da rodovia.

A empresa investiu R$ 7 milhões para terminar a construção. De acordo com a Ecovias do Cerrado, mais de 100 profissionais foram mobilizados nas três etapas de trabalho, que também incluiu a aplicação de 677 toneladas de Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ), a implantação de 200 tachas refletivas, a instalação de 2.800 metros de defensas e 2.998 m² de pintura de faixas.

O Trevo de Xapetuba em números:
 
- R$ 6 milhões investidos
- 677 toneladas de CBUQ (Concreto betuminoso usinado a quente) utilizadas
- 46 toneladas de estacas metálicas
- 201,8 m² de placas instaladas
- 2.998 m² de pintura de faixas
- 200 tachas refletivas implantadas
- 2.800 m de defensas instaladas
- 95 postes de iluminação com luminária
- 25 máquinas operacionais
- 111 colaboradores envolvidos

 
 

VEJA TAMBÉM:

Viaduto sobre o Trevo de Xapetuba deve ser entregue no início de 2021


Obras no Trevão exigem desapropriação de 21 imóveis
 


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »