31/12/2020 às 10h34min - Atualizada em 31/12/2020 às 10h34min

Especialista fala sobre cuidados com a audição durante as comemorações

Fogos de artifício e música alta podem causar lesões graves nos ouvidos e proporcionar perda auditiva aguda

DA REDAÇÃO

Soltar fogos de artifício, que é considerada uma prática típica do fim de ano, pode ser perigoso em diversos aspectos. Além de proporcionar risco de incêndios e fraturas nas mãos e rosto, eles também podem prejudicar a audição. O Diário de Uberlândia conversou com o médico otorrino Bruno Bonatti, que explicou sobre quais são os problemas que os estampidos podem causar à saúde humana.

 

De acordo com Bonatti, o excesso de barulho dos fogos pode causar lesões graves ou ocasionar zumbidos e irritabilidade na região do ouvido. “A pessoa exposta a esse tipo de barulho pode ter perda auditiva aguda que pode acontecer de forma instantânea e ou com o passar dos anos”, explicou.

 

O risco de perda da audição pode afetar pessoas de qualquer idade. O médico chama atenção para que crianças e bebês não sejam expostas e colocadas perto dos estampidos dos fogos de artifício, já que eles têm ouvidos mais sensíveis. 

 

“É muito importante que eles não fiquem perto de onde os fogos estão porque, além de prejudicar a audição a longo prazo, o alto barulho pode deixá-los estressados e com dores de cabeça. Essa recomendação também vale para todas as pessoas, independente da idade”, ressaltou.

 

Ainda conforme dito por Bonatti, todos os anos ele atende diversas pessoas que tiveram perda auditiva, traumas sonoros ou até mesmo que perfuraram o tímpano devido às comemorações de fim de ano. “São queixas que aparecem durante todo o ano. A audição é algo que não faz parte da preocupação das pessoas. Muitas delas procuram um médico somente depois que percebe um incômodo ou dor na região dos ouvidos e já pode ser tarde demais”, complementou. 

 

Algumas dicas podem ajudar a evitar esses problemas caso a intenção seja soltar fogos durante a virada do ano. O otorrino aconselha que o material seja colocado no chão para evitar que o fogo estoure próximo ao rosto. Além disso, é recomendado que a soltura seja realizada em locais mais abertos e que as pessoas utilizem protetores auriculares durante o show de fogos. 

 

FESTAS

É muito comum que festas de fim de ano, principalmente as que comemoram a passagem de um ano para o outro, tenham músicas altas. Segundo o otorrino Bruno Bonatti, também é preciso muito cuidado para que o som não prejudique a audição. 

 

“É importante que as pessoas não fiquem perto das caixas de som e que o equipamento esteja em um lugar afastado e de preferência em um ambiente aberto para que a música não abafe e fique mais alta”, explicou.

 

As pessoas que trabalham em boates e na organização de eventos de fim de ano também devem tomar cuidado com a região auditiva. É recomendado que elas utilizem protetores auriculares para prevenir lesões.

 

“Geralmente essas pessoas ficam expostas por bastante tempo no ambiente em que toca música alta. Com o tempo, essas condições podem trazer consequências irreversíveis à audição”, finalizou Bonatti. 


VEJA TAMBÉM:

 Proibição de fogos de artifício com estampido passa a valer a partir de 2021 em Uberlândia


• Soltura de fogos com ruídos poderá gerar indenizações em Uberlândia
 

 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »