04/12/2020 às 17h44min - Atualizada em 04/12/2020 às 17h44min

Bombeiros fiscalizam postos de combustíveis em Uberlândia

Operação Alerta Vermelho vistoriou 269 estabelecimentos; 89 receberam advertências escritas e 12 foram multados

DA REDAÇÃO
Foram verificados itens como o AVCB, saídas de emergências, sinalização e outros elementos indispensáveis | Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação

O Corpo de Bombeiros realizou, nesta sexta-feira (4), uma fiscalização em postos de combustíveis de Uberlândia com o objetivo de certificar o cumprimento das exigências das medidas de segurança contra incêndio e pânico. A Operação Alerta Vermelho foi realizada em todo o estado de Minas Gerais e contou com mais de 500 militares. 

 

Na região do 2º Comando Operacional de Bombeiros (COB) foram empenhados 86 militares distribuídos nas cidades de Araguari, Araxá, Campos Altos, Ituiutaba, Iturama, Frutal, Patrocínio, Patos de Minas, Paracatu, Uberaba, Uberlândia e Unaí. Os bombeiros foram divididos em 31 equipes e 34 viaturas foram empregadas na força-tarefa.

Durante a fiscalização, foram verificados itens como: Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), saídas de emergências, sinalização, iluminação de emergência, extintores, instalações elétricas, e outros elementos indispensáveis à regularização das edificações. As edificações que apresentaram irregularidades foram advertidas e algumas até multadas, conforme a análise das condições específicas de cada estabelecimento.


De acordo com o balanço divulgado pelo Corpo de Bombeiros nesta tarde, foram 269 estabelecimentos vistoriados, sendo que 168 estavam regulares e 101 irregulares. Os dados também apontam que 261 deles foram classificados como empreendimentos de alto risco e apenas oito de baixo risco. Nenhum posto de combustíveis foi dispensado da regularização. A fiscalização resultou ainda em 89 advertências escritas e 12 multas.

 

2019

No ano passado foram realizadas seis etapas da Operação Alerta Vermelho com 8.509 vistorias em estabelecimentos de todas as regiões de Minas Gerais. Deste montante, 3.308 estabelecimentos estavam regulares e 5.320 apresentavam falhas ou estavam irregulares. 

 

Estiveram envolvidas 1.200 equipes, com cerca de 3.500 militares. Entre os tipos de edificação, foram vistoriados hospitais e clínicas, edificações de baixo risco, escolas e pré-escolas, hotéis e assemelhados, postos e centrais de distribuição, além de presídios e centros socioeducativos.


VEJA TAMBÉM:



 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »