27/10/2020 às 13h50min - Atualizada em 27/10/2020 às 13h50min

Ronaldo Alves renuncia após indeferimento da candidatura

Parlamentar cassado teve o registro indeferido na Justiça Eleitoral e entregou o termo na segunda (26)

DA REDAÇÃO
No termo de renúncia, Ronaldo informou que a desistência era de foro íntimo | Foto: CMU/Divulgação
O vereador cassado Ronaldo Alves (DC) renunciou à candidatura a vereador nas eleições municipais que acontecem em novembro deste ano. O termo foi juntado aos autos do processo de registro no final da tarde da última segunda-feira (26).

Ronaldo Alves já tinha tido o registro de candidatura indeferido pela Justiça Eleitoral por causa do processo de cassação sofrido em 15 de maio deste ano, deixando-o inelegível por oito anos. No termo de renúncia, Ronaldo informou que a desistência era de foro íntimo.

Além de Ronaldo, outros três vereadores cassados tentam se candidatar nas eleições proporcionais deste ano. De acordo com o site DivulgaCandContas, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Silésio Miranda (PT) e Doca Mastroiano (Patriota), aguardam resposta da Justiça após recorrerem do indeferimento dos registros, enquanto Osmírio Alves, o Ceará (Rede), está pendente de julgamento. O petista, inclusive, conseguiu liminar no Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) suspendendo os efeitos da cassação, que o tornaria elegível.


VEJA TAMBÉM:

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »