29/07/2020 às 09h45min - Atualizada em 29/07/2020 às 09h45min

ONG produz documentário para resgatar história do samba e pagode uberlandenses

Accipen Pérola Negra contou com apoio de auxílio financeira da Prefeitura de Uberlândia; mais de 40 personalidades dos estilos musicais fazem parte da obra

BRUNA MERLIN
Gilmar Batista foi um dos entrevistados e relatou sua trajetória no samba | Foto: Divulgação
Homenagear e resgatar a importância do samba e pagode uberlandenses são os principais objetivos da ONG Accipen Pérola Negra ao produzir um documentário da história dos grandes músicos que deram vida aos estilos musicais na cidade. A obra, que será transmitida em quatro episódios, terá a primeira parte publicada nesta quarta-feira (29).

A Accipen Pérola Negra foi fundada no ano de 2003 e atualmente conta a participação de cerca de 100 pessoas entre voluntários e beneficiados. Situada no bairro Luizote de Freitas, a organização tem caráter cultural e educacional com projetos destinados a crianças, jovens e adultos. Além de proporcionar atividades de teatro, dança, música e artesanato, a instituição realiza eventos beneficentes em prol da comunidade. 

“Abrimos portas para ensinar de tudo um pouco. Aulas de violão, capoeira, hip hop, samba, pagode e outras oficinas são oferecidas. Além disso, visamos promover a cidadania da comunidade do bairro e região”, destacou o músico e diretor da ONG, Cristiano da Silva Gonçalves. 

Foi durante a busca por novos projetos que os representantes da Pérola Negra decidiram investir na construção do documentário “Homenagem às personalidades do samba e pagode de Uberlândia”. A produção contou com um auxílio financeiro da Prefeitura de Uberlândia através do programa lançado para apoiar artistas e pontos culturais do município que foram afetados durante a pandemia do coronavírus.

Segundo Cristiano, a necessidade de contar as trajetórias do samba e pagode uberlandense era essencial para que a cultura dos estilos musicais fosse de conhecimento público. “Essas duas modalidades musicais foram se perdendo na história da cidade com o passar do tempo. Queremos mostrar à população grandes personalidades do samba e pagode que fizeram uma grande carreira e começaram aqui”, complementou.

O documentário foi todo produzido em cima de uma linha do tempo. A obra conta com mais de 40 entrevistados que participaram da construção cultural do município. No samba, a história começa na década de 50 com os caminhos traçados pela primeira escola de samba do município, a Tabajaras. O filme percorre vários anos mostrando outras bandas e artistas que surgiram como Garotos do Samba, Quinteto do Samba, Amaury do Cavaco, Gilmar Batista e outros. 

O mesmo acontece com a história do pagode. A obra narra sobre a formação dos primeiros grupos, passa pela trajetória do Só Pra Contrariar, Serellepe, Pura Sensação e finaliza mostrando a evolução do estilo com o passar dos anos, chegando aos nomes da nova geração como Vinícius Sudário.

O documentário será divulgado primeiramente pela Prefeitura de Uberlândia nesta quarta-feira (29) através do portal oficial do Município, a partir das 18h. Logo depois, os episódios serão disponibilizados no canal de Youtube da ONG Pérola Negra. Enquanto isso, os interessados podem assistir um teaser da produção clicando aqui

Instituição promove projetos sociais, culturais e educacionais no bairro Luizote de Freitas | Foto: Divulgação

VEJA TAMBÉM:










 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »