27/07/2020 às 15h43min - Atualizada em 27/07/2020 às 15h43min

Cresce a procura por testes rápidos em farmácias de Uberlândia

Exames que custam em média R$ 140, no entanto, são encontrados apenas em grandes redes do varejo farmacêutico

SÍLVIO AZEVEDO
Com a onda de contaminação pela Covid-19 em Uberlândia, as farmácias e drogarias têm oferecido testes rápidos que detectam se a pessoa tem ou já teve a doença, que já causou a morte de mais de 200 pessoas e 12 mil casos confirmados na cidade.

A rede pública oferece o exame gratuitamente, mas para ter acesso é necessário passar por uma unidade de saúde do Município e ter o encaminhamento médico, atendendo normas específicas como apresentar os sintomas da enfermidade ou no caso de o paciente estar internado na rede.

Com isso, as pessoas têm buscado as drogarias como alternativa para fazer o teste sem precisar de prescrição. Segundo o responsável pelas compras dos testes da rede Drogalíder, Luiz Fernando de Oliveira, desde que começaram a oferecer o exame no dia três de julho, muitos consumidores procuraram o serviço e as lojas tiveram que ampliá-lo para atender a demanda.

“A gente começou a fazer em uma loja, ampliou para a segunda loja e semana passada mais uma. Na próxima semana serão mais duas. Então, só na última semana fizemos 340 testes nessas três lojas. São cerca de 50 testes diários”, contou. 

O teste oferecido pela rede é nacional e, segundo Luiz Fernando, tem eficácia comprovada de 94,5%, como consta na bula. O valor é de R$ 140 e deve ser realizado dentro da farmácia pelo farmacêutico responsável. O resultado sai em 20 minutos.

“É um teste de sangue rápido. Fura o dedo do paciente, coleta o sangue e coloca no aparelho. Em seguida sai o resultado. É um teste de anticorpos. Para a pessoa fazer, tem que estar a partir do 8º dia de sintomas, que é quanto o corpo começa a produzir os anticorpos”.

Caso dê positivo, a pessoa é recomendada a procurar um médico e cumprir período de isolamento, conforme repassado pela Vigilância Sanitária.

PESQUISA
O Diário de Uberlândia fez uma pesquisa com diversas outras drogarias da cidade, mas somente em duas, a Drogasil e uma única unidade da Pague Menos, foi encontrado o teste rápido, que também custa R$ 140 em ambas e busca encontrar anticorpos da Covid-19. Nas farmácias conhecidas como “de bairro”, que não fazem parte de redes, o exame não é ofertado. 

Segundo o gerente regional da Drogasil, Tiago Ferreira, já foram realizados mais de 120 mil testes nas 800 lojas das redes Droga Raia e Drogasil espalhadas por todo o Brasil. “Em Minas Gerais especificamente, já realizamos mais de 3,5 mil testes, sendo que o Estado foi uma das localidades que mais realizaram testes nas últimas semanas, com um crescimento de 318% entre 28 de junho e 12 de julho”. 

Mesmo garantindo eficácia do teste, Tiago reforça que os resultados obtidos nesses testes rápidos são preliminares e que uma orientação médica não deve ser descartada. 

“Mesmo os resultados negativos não excluem a infecção pelo novo coronavírus. O resultado do procedimento deve ser analisado por um profissional de saúde, que vai considerar as condições clínicas do paciente, além de outros exames confirmatórios para concluir se é o caso ou não de Covid-19”, concluiu o gerente. 

VEJA TAMBÉM:

Serviços de delivery despontam como tendência em Uberlândia 

Operação Triângulo Seguro resulta em 128 prisões em flagrante




















 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »