17/06/2020 às 17h49min - Atualizada em 17/06/2020 às 17h49min

Operações da Polícia Civil desarticulam organizações criminosas em Uberlândia e Uberaba

Força-tarefa resultou na prisão de dez suspeitos, sendo nove no Triângulo Mineiro

DA REDAÇÃO

A Polícia Civil de Minas Gerais deflagrou, no início da manhã desta quarta-feira (17), as operações "De Grão em Grão" e "Passolongo". A ação, que contou com a participação de agentes da Polícia Civil de Goiás e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), investiga organizações criminosas por desvio de cargas em todo o Brasil, sobretudo na região do Triângulo Mineiro, onde os criminosos mantinham seus núcleos. A força-tarefa resultou na prisão de dez criminosos, sendo nove deles detidos em Uberaba.

As investigações da polícia apontam que as organizações tinham seus núcleos em Uberlândia e Uberaba, mas praticavam o crime em todo o país. As ações criminosas resultaram em um prejuízo que ultrapassa os R$ 15 milhões.

Durante coletiva de imprensa realizada nesta tarde, as autoridades de segurança afirmaram que as investigações começaram após empresários acionarem a Polícia Civil. Eles alegaram que haviam sido vítimas de desvio de carga em algumas rodovias próximas à região. De acordo com as informações repassadas à imprensa, desde então houve troca de informações entre unidades de polícia, além da realização de oitivas e análises de telefones e documentos bancários.

Segundo a polícia, a ação começava após uma transportadora ser contratada por um empresário para fazer a exportação de algum produto, geralmente um grão que era previamente armazenado em um silo. Com isso, o trajeto realizado pelos transportadores começavam em um município qualquer e terminava no porto de Santos.

As investigações dos policiais chegaram até uma empresa que realiza conexões entre motoristas e empresas. Segundo os responsáveis pelo caso, as organizações vislumbravam o transporte de determinadas cargas e mandavam seus integrantes fazerem o contato com esta empresa, que encaminhava os grãos para serem transportados.


Segundo os responsáveis pelo caso, este tipo de ação tem aumentado nos últimos tempos, mas acredita que operações como a desencadeada hoje podem contribuir para a diminuição da fraude, especialmente na região do Triângulo Mineiro.

"Não só pela quantidade de mandados cumpridos ou pela quantidade de buscas efetuadas que poderão gerar novas ações. [Essas operações] desencorajam o criminoso a continuar aplicando esta fraude. O desvio e roubo de cargas traz uma insegurança muito grande para quem trafega nas rodovias", disse.
























 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »