02/06/2020 às 11h07min - Atualizada em 02/06/2020 às 11h07min

​Hacker de Uberlândia é descoberto após fraudar sites de 40 países

Empresa americana descobriu que perfil “VandaTheGod” invadiu páginas governamentais e de centenas de empresas

DA REDAÇÃO
Site do INPA foi um dos hackeados pelo autor com localização em Uberlândia | Foto: Check Point/Divulgação
A empresa americana de segurança cibernética, Check Point Software Technologies, identificou um indivíduo de Uberlândia como o responsável por invadir e fraudar dados de sites de 40 países com ações criminosas que ocorriam desde 2013.

O hacker da invasão a sites oficiais de governos e de centenas de empresas foi identificado pelo perfil na internet "VandaTheGod". Segundo as informações divulgadas pela empresa, entre os países alvos estavam República Dominicana, Trindade e Tobago, Argentina, Portugal, Tailândia, Estados Unidos, Austrália e Nova Zelândia. 

A estimativa é que tenham sido invadidos quase 5 mil páginas pelo mundo. Grande parte das mensagens publicadas nas páginas remetia que os ataques eram motivados por sentimentos antigovernamentais e eram realizados para combater as injustiças sociais que o hacker acreditava serem resultantes da corrupção política. 

No entanto, a atividade do hacker também implicou em ataques a figuras públicas, universidades e até hospitais. Em um dos casos, o agressor alegou ter acesso aos registos médicos de 1 milhão de pacientes da Nova Zelândia, que foram colocados à venda por 200 dólares. Ele também praticava roubo de dados pessoais e financeiros de diversas vítimas.

Além de vender informações das empresas que tinham os dados roubados, os crimes cibernéticos também ocorriam a partir da divulgação na internet dos dados de cartões de crédito das vítimas.

Também houve vítimas no Brasil e uma das páginas hackeadas foi a do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), em agosto de 2019. Na ocasião foram postadas mensagens a favor da preservação da Floresta Amazônica durante o período das queimadas na região. 

Agressor postava resultados das invasões em perfil no Twitter | Foto: Check Point/Divulgação

A conta de e-mail da atriz e apresentadora brasileira Myrian Rios também foi invadida pelo hacker uberlandense, que postava efetivamente os resultados dos ataques em perfis nas redes sociais, principalmente no Twitter. Muitos posts eram escritos em português e o criminoso alegava fazer parte do “Brazilian Cyber Army (BCA)”, exibindo um selo com o logotipo. 

As imagens compartilhadas pelo hacker ajudaram os pesquisadores a identificá-lo, mas outras informações sobre ele não foram divulgadas. Após a descoberta, a Check Point informou que repassou o caso às autoridades policiais para investigação do autor e crimes praticados. 








 

 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »