01/06/2020 às 15h59min - Atualizada em 01/06/2020 às 15h59min

UPA Pacaembu será transformada em Centro de Reabilitação em Uberlândia

Prefeito Odelmo Leão confirmou em suas redes sociais que MS autorizou a readaptação do prédio; edital para contratação de empresa já está pronto

BRUNA MERLIN
Reforma para conclusão das obras será de 90 dias após emissão da ordem de serviço | Foto: Arquivo Diário de Uberlândia

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Pacaembu em Uberlândia, que está sem funcionar desde 2016, será transformada no Centro Especializado em Reabilitação. O edital para selecionar a empresa que realizará as obras de readaptação do local já está pronto.

O anúncio foi feito pelo prefeito Odelmo Leão em suas redes sociais na manhã desta segunda-feira (1º). Nos posts, o chefe do Executivo disse que o Município conseguiu a autorização do Ministério da Saúde (MS) para que o prédio fosse destinado a atendimentos de reabilitação física e psicossocial.

Odelmo também informou quais serviços serão oferecidos à população no novo espaço. Entre eles estão os atendimentos de fisioterapia, fonoaudiologia, psicologia, serviço social, enfermagem e terapia ocupacional. “Queremos ampliar essas atividades, ou seja, atendendo mais pessoas, reduzindo o tempo de espera e melhorar o sistema de saúde”, disse em uma de suas publicações.

A abertura do edital está prevista para acontecer no dia 17 de junho. O objetivo é contratar uma empresa de engenharia para reformar a unidade com fornecimento de materiais, equipamentos e mão de obra. O documento destaca que as atividades envolvem consertos gerais, pintura, telhamento e limpeza do local. O orçamento máximo previsto para a realização da reforma é de quase R$ 620 mil.

A empresa vencedora da licitação terá um contrato de vigência de seis meses contados a partir da data de assinatura. O prazo para conclusão das obras será de 90 dias após a emissão da ordem de serviço para o início das mesmas.

UPA PACAEMBU
A UPA Pacaembu foi concluída e entregue no fim de 2016 durante a gestão do ex-prefeito Gilmar Machado, que chegou a adquirir mobília e equipamentos. Apesar disso, o espaço nunca entrou em funcionamento.

A solicitação para a transformação da UPA no Centro Especializado em Reabilitação foi feita pelo prefeito Odelmo Leão após serem apresentados, em 2017, laudos de que o local não estava adequado para funcionar como uma Unidade de Pronto Atendimento. Na época, o Município informou que o prédio contabilizava mais de 25 irregularidades críticas, inviabilizando seu funcionamento e que para solucioná-las seria necessário investir mais de R$ 35 milhões.

Em 2019, um relatório da Controladoria Geral da União (CGU) apontou que 94,5% da obra estava pronta, ainda que o local apresentasse pendência como a instalação para gases medicinais, impressora do raio-X e outros equipamentos. Além de problemas de execução das obras, a exemplo de telhados danificados, necessidade de reparos das portas e em paredes de dry wall, falta de instalações hidrossanitárias, problemas no piso e no forro de gesso, o que foi constatado por técnico da CGU. O Corpo de Bombeiros também não liberou laudo para funcionamento da unidade.










 

 



 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »