28/04/2020 às 13h31min - Atualizada em 28/04/2020 às 13h31min

​Promotor designado pede dispensa e Gaeco tem nova configuração

Coordenador estadual passa a integrar o núcleo regional de Uberlândia e novo promotor é nomeado

DA REDAÇÃO
Três dias após a designação do promotor de Justiça de Araguari, Henrique Otero Costa, para coordenar o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), o Ministério Público Estadual (MPE) publicou, nesta terça-feira (28), nova configuração do núcleo que conta com o promotor Fabrício José da Fonseca Pinto na coordenação. 

A publicação informa que a dispensa ocorre a pedido de Otero. O Diário não conseguiu contato com o promotor para saber o que motivou a desistência da nomeação. Fabrício, que já atuou na Promotoria de Justiça de Uberlândia, é coordenador estadual do Gaeco e, a princípio, vai acumular as funções em Belo Horizonte e no núcleo regional de Uberlândia.

Além do promotor de Justiça Thiago Ferraz, que atualmente está na 5ª Promotoria com atribuições perante a 1ª Vara Criminal da comarca de Uberlândia, também foi designado para apoiar os trabalhos do Gaeco local o promotor Wagner Marteleto Filho, da 19ª Promotoria de Justiça. Marteleto atua na área criminal e passa a integrar o núcleo sem prejuízos às atribuições na promotoria na qual é titular. 

O Diário Oficial do MP traz ainda na edição de hoje uma portaria dispondo sobre a cooperação dos promotores Daniel Marotta Martinez e Genney Randro Barros de Moura, por delegação e sem prejuízos das funções, nas respectivas promotorias. Dessa forma, o ex-coordenador do Gaeco passa a contribuir com as investigações da Promotoria de Justiça de Genney, com atuação nas áreas de patrimônio público criminal e ordem econômica e tributária, e Genney na de Marotta, com atribuições criminais. A portaria passa a valer a partir da próxima segunda-feira (4).  



LEIA TAMBÉM:
 






 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »