24/03/2020 às 15h21min - Atualizada em 24/03/2020 às 15h21min

Grupo arrecada recursos para hospitais de Uberlândia durante combate ao coronavírus

Iniciativa conjunta entre empresas e comunidade busca renda para manutenção de equipamentos e compra de materiais para proteção pessoal

BRUNA MERLIN
Além de doações em dinheiro, projeto também recebe materiais que serão destinados a hospitais públicos | Foto: Divulgação
Com o objetivo de contribuir na melhoria das condições para o combate ao novo coronavírus, empresas, entidades, a comunidade e o poder público de Uberlândia se uniram para criar o grupo “Juntos por Uberlândia”. A proposta da iniciativa é arrecadar recursos que serão destinados ao Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU) e outras unidades de saúde empenhadas nos trabalhos contra a Covid-19.

O grupo foi lançado no último domingo (22) e já conta com o apoio de mais de 150 empresas da cidade. Segundo um dos organizadores da ação, o empresário Ricardo Rocha, a ação consiste em reunir a força da economia privada para ajudar o setor público do município. 

“Nós entendemos que essa situação atinge toda a comunidade e nós como organizações privadas precisamos apoiar e fortalecer os trabalhos das unidades públicas de saúde que recebem as pessoas contaminadas pelo vírus”, explicou Ricardo.

Ainda de acordo com o empresário, a ação não representa pânico, mas sim uma preocupação de agir no começo do contágio para que o atendimento e tratamento da população seja feito de forma mais eficaz antes que a curva de contaminação do novo coronavírus atinja o pico. “O projeto quer oferecer melhorias aos pacientes e profissionais para que o contágio diminua e a crise seja passageira”, frisou ele.

Todos os recursos doados serão investidos na compra e manutenção de equipamentos e materiais que serão direcionados para a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Uberlândia. O Município ficará encarregado de fazer o encaminhamento para as unidades de atendimento de acordo com as necessidades e urgências. Se houver um volume maior de doações, poderá haver ainda a destinação para a rede privada de saúde.

Além de recursos para a manutenção de aparelhos respiratórios, o grupo pretende adquirir novos respiradores para disponibilizar a SMS e importação e doação de equipamentos de proteção individual, como máscaras, luvas e álcool em gel. A iniciativa também tem como objetivo investir em pesquisas para a criação de ventiladores mecânicos e disponibilizar condições melhores aos profissionais de saúde que ficam expostos aos vírus.

 
“Já recebemos alguns equipamentos, mas estamos investindo em novos para aumentar o atendimento nos hospitais. Queremos também conseguir o apoio do setor de hotelaria da cidade para que os médicos, enfermeiros e técnicos fiquem hospedados já que devem se manter isolados devido ao contato com os pacientes que apresentam suspeitas ou confirmação da doença”, ressaltou Ricardo.

DOAÇÕES
Além de empresas e entidades, o grupo “Juntos por Uberlândia” está recebendo o apoio de pessoas físicas. As doações estão sendo feitas em dinheiro e também com materiais. De acordo com Ricardo Rocha, não há uma meta de valor para ser atingida pois a qualquer momento podem surgir novas necessidades que serão supridas com as doações. 

“Não queremos estipular uma meta pois ainda não sabemos o que pode acontecer daqui dias ou semanas. Nós vamos apresentando as necessidades conforme elas aparecem e os interessados ficam livres para ajudar no que puderem”, detalhou o empresário.

Qualquer pessoa ou empresa pode apoiar a campanha com contribuições de até R$ 200. O depósito do valor pode ser feito por meio do site do grupo. Para valores maiores, os interessados devem fazer a transferência para a conta do Instituto Projeto de Vida, no Banco do Itaú (341), agência 7677, conta corrente 04282-7, CNPJ 31.844.072/0001-49.







 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »