27/02/2020 às 09h39min - Atualizada em 27/02/2020 às 09h39min

PM se manifesta sobre dispersão de foliões com uso de armas de efeito moral

Vídeo compartilhado nas redes sociais mostra militares contendo eventual tumulto no Centro de Uberlândia

DA REDAÇÃO
A Polícia Militar de Uberlândia prestou esclarecimentos à imprensa na noite desta quarta-feira (26) acerca de um vídeo em que mostra militares dispersando um grupo de pessoas no Centro da cidade, na região da conhecida “Praça da Bicota”, com uso de armas não letais. Nas imagens compartilhadas pelas redes sociais é possível ver os militares lançando bombas de efeito moral contra os foliões após eventos de Carnaval. Assista abaixo. 

O comando do 17° Batalhão da PM, responsável pela segurança na área central, disse que o episódio aconteceu na madrugada de quarta, sendo iniciado na rua Goiás depois que o som de bares da região foram desligados em cumprimento à legislação e ao alvará de funcionamento. Após bloco de carnaval sediado na praça Clarimundo Carneiro, no bairro Fundinho, muitas pessoas se concentraram na via, obstruindo o fluxo de veículos.

No Twitter, alguns uberlandenses questionaram a postura da polícia. “A polícia metendo bomba de efeito moral, gás lacrimogêneo e bomba de borracha, no meio da multidão, gratuitamente fazendo o povo apavorar e sair correndo, gente pisoteada... sério, polícia militar de Uberlândia têm muitos propósitos, menos o de proteger a população”, diz um dos comentários publicados. 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Jornal Diário de Uberlândia (@diariodeuberlandia) em



A PM, por sua vez, defendeu que a intervenção para conter o tumulto que seguiu pelas imediações da praça, na avenida Floriano Peixoto, ocorreu porque os frequentadores não gostaram que o som das casas noturnas fossem desligados e, por isso, arremessaram garrafas de bebida contra os policiais que estavam no local. Uma das garrafas teria atingido um policial que estava com capacete e não se feriu. 

O comando ainda reforçou que o policiamento foi intensificado na região durante todos os dias, também com realização de blitzen e batidas policiais, e que só houve o uso de bombas de efeito moral na ocasião para conter as pessoas mais hostis que não aceitaram a presença da PM para conter o tumulto. Não houve feridos e nem prisões em decorrência do fato, segundo a polícia. 

Um balanço das ocorrências registradas durante o período de Carnaval na cidade será divulgado pela corporação durante coletiva de imprensa na manhã desta quinta-feira (27). 

Episódio recorrente
No ano passado, uma situação semelhante foi registrada na cidade após evento de blocos de carnaval no espaço do novo Centro de Cultura de Uberlândia. A PM informou na época que o quantitativo de participantes era superior ao liberado em alvará. Houve tumulto na saída e, por isso, foram utilizadas granadas de efeito moral para dispersar os foliões. 

Depois que a situação nas imediações do antigo fórum foi controlada, as viaturas se deslocaram até a região da Bicota e Praça do Rosário para fazer a contenção do trânsito e garantir a segurança no local. 




 

 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »