08/10/2019 às 12h49min - Atualizada em 08/10/2019 às 12h49min

PRF e Ibama fazem ação para fiscalizar crimes ambientais em Uberlândia e Araguari

Atividade foi deflagrada nas BRs 365 e 050 com o objetivo de monitorar a utilização do sistema Arla 32

DA REDAÇÃO
Diversos caminhões e carretas foram fiscalizados durante a ação | Foto: PRF/Divulgação
A 15ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) realizam, desde esta segunda-feira (8), uma operação para fiscalizar fraudes na utilização do sistema Arla 32 em Araguari e Uberlândia.  

O Arla 32 é uma solução usada para controlar a emissão de gases, principalmente óxidos de nitrogênio, por veículos pesados com motores a diesel. Desde 2012, o uso do material é obrigatório junto ao Sistema de Redução Catalisadora (SCR). Isso permite que os limites de emissão de poluentes, estabelecidos pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), sejam cumpridos. 

A ação, que contou com a integração dos órgãos, teve como objetivo a prevenção de infrações e crimes ambientais decorrentes da poluição emitida em veículos de grande porte que utilizam o sistema. O veículo flagrado com alguma irregularidade está sujeito a autuações do Ibama, retenção do veículo, além de detenção do motorista de seis meses a um ano. 

A primeira atividade foi realizada nesta segunda-feira (7) na BR-365 em Uberlândia. A inspetora chefe da PRF, Jane Santos, informou ao Diário que diversos caminhões e carretas foram vistoriados no perímetro urbano e rural da cidade. Durante a ação não houve autuação e apreensão de veículos. 

Em continuidade à ação, a segunda fase da operação foi deflagrada na manhã desta terça-feira (8) na BR-050 em Araguari. Além de monitorar a utilização do sistema, as autoridades também se empenharam na fiscalização de transporte de produtos perigosos. Ainda não há um balanço sobre o resultado da atividade realizada nesta manhã. 






 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »