18/07/2019 às 08h30min - Atualizada em 18/07/2019 às 08h30min

Moradores relatam desabastecimento de água em bairros de Uberlândia

Falta d'água ocorre nos bairros São Jorge e Residencial Lago Azul nas regiões sul e oeste da cidade

SÍLVIO AZEVEDO
Marina de Fátima Pereira diz que, na zona oeste, problema afeta apenas o Residencial Lago Azul | Foto: Arquivo pessoal
Moradores e comerciantes do bairro São Jorge e do Residencial Lago Azul, nas regiões sul e oeste da cidade, respectivamente, reclamam de falha no abastecimento por parte do Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae). Segundo eles, o problema começou há cerca de duas semanas e tem ocorrido em dias variados. A autarquia municipal reconheceu as interrupções, mas disse que o problema já foi resolvido nesta semana.

De acordo com o estudante José Augusto Venâncio, de 18 anos, morador do bairro São Jorge, a interrupção começa pela manhã e vai até o início da tarde. “É ruim pois a gente precisa sair de casa, tomar um banho e não tem água. A louça fica toda na pia para lavar. Cheguei a fazer reclamação no Dmae e me passaram que já tinham ciência do problema, mas não sabiam o que estava causando e que o sistema estava inoperante”, disse.

Quem também sofreu com a falta de água foi o comerciante Divano Rodrigues de Andrade, que possui uma padaria no São Jorge. Segundo ele, o problema afeta diretamente a produção e causa transtornos. “Tem duas semanas que falta água e quando vem, é fraquinha. A economia do país não anda muito boa e ainda temos que deixar de produzir por falta de água. Era 7h30 de segunda-feira e voltou mais de 12h30. Como falo para o meu confeiteiro produzir bolos sem água para lavar os equipamentos? É complicado”, disse Andrade.

LAGO AZUL
No outro extremo da cidade, no Residencial Lago Azul, o problema se repete. Segundo o presidente da Associação de Bairro, André Luiz da Silva, o Lago Azul é o único bairro da região que sofreu com a falta de água na última semana.

“O problema começou na quarta-feira (10) e no domingo estávamos praticamente sem água. O Dmae alega que estavam fazendo uma manutenção na rede do Jaraguá, mas afetou só aqui? É incrível. Eu falei com presidentes das associações do Jardim Célia, Monte Hebron, Pequis e todos falaram que estava com fornecimento normal. Parece que estão brincando com os moradores aqui do Lago Azul”, disse.

A moradora Marina de Fátima Pereira reclama que a falta de água acontece há muitos meses e que não atinge outros bairros da região oeste. “Tivemos falta de água durante toda a semana e no fim de semana com intervalos maiores. Temos um grupo em um aplicativo de mensagens onde todos reclamam, não é apenas uma pessoa. O Dmae argumenta que vai nas casas confirmar a ausência, mas como, se são várias residências na mesma rua?”, disse.

OUTRO LADO
O Diário de Uberlândia entrou em contato com o Dmae e o diretor-técnico Leocádio Alves Pereira afirmou que os problemas nas duas regiões já foram resolvidos na segunda-feira (15). Segundo ele, no Residencial Lago Azul, os moradores foram informados da interrupção para uma manutenção na rede de esgoto, enquanto no São Jorge foi identificada uma falha em uma válvula.

“Nós tivemos um problema em uma válvula da saída do reservatório, que estava um pouco travada e deu esse reflexo. Muitas vezes as pessoas que reclamaram, a maioria não tem ligação da caixa d’água para toda a casa, geralmente só para a parte dos sanitários. Na cozinha e locais de serviços gerais, a ligação é feita na entrada da caixa d’água. Quando tem uma queda de pressão, como foi o caso, as pessoas sentem mais rápido. Mas o problema já foi sanado”.

Com relação ao problema do Residencial Lago Azul, Pereira informou que foi necessária uma intervenção emergencial e que foi realizado um corte no fornecimento de água para bairros da região Oeste. “Fizemos uma manutenção emergencial na região do Planalto e tivemos que interromper o fornecimento de água. O trabalho foi realizado no sábado (13) mesmo. Teve alguns casos de moradores que moram nas partes mais altas que demoraram mais para voltar. Mas a notícia que tivemos, através das nossas viaturas, é que tinha sido normalizado o serviço”.

Quem tiver problemas com fornecimento de água, o morador deve ligar para o Dmae, através do telefone 115, e registrar a reclamação.

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »