16/07/2019 às 14h37min - Atualizada em 16/07/2019 às 14h37min

Novo boletim descarta mais de 20 casos prováveis de chikungunya em Uberlândia

Em contrapartida, os registros de dengue aumentaram novamente nesta semana; Minas segue em situação de alerta

BRUNA MERLIN
Mais de 20 casos prováveis de chikungunya que estavam sendo investigados em Uberlândia foram descartados pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais. O estado segue em situação de alerta para os casos de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. Na última semana, 42 casos de chikungunya estavam sendo investigados no município. O novo Boletim Epidemiológico, divulgado nesta terça-feira (16), mostra que agora 17 casos estão passando por apuração.

Em Minas Gerais, houve um aumento de 16 casos prováveis da doença. Na semana passada do número era de 2.621 e agora é de 2.637.

Até o momento, somente uma morte pela enfermidade foi confirmada em todo o estado. O óbito aconteceu na cidade de Patos de Minas, no Alto Paranaíba.

DENGUE E ZIKA
As ocorrências prováveis de dengue continuam aumentando em Uberlândia. Houve registro de mais 1.080 casos da doença entre os dias 9 e 16 de junho. Na última semana, o número era de 28.072 e agora subiu para 29.152. A taxa de incidência da doença continua muito alta com 4.266,69 casos a cada 100 mil habitantes. 


A situação não é diferente no restante do estado. A quantidade de casos saiu de 438.666 para 447.920. Também houve um aumento de dez óbitos em relação à última semana. Mais de 120 mortes seguem em investigação.

Veja os números de mortes por cidade: Araguari (um), Arcos (um), Belo Horizonte (17), Bertópolis (um), Betim (18), Campos Gerais (um), Contagem (quatro), Curvelo (um), Estrela do Sul (um), Frutal (dois), Guaranésia (um), Guarani (um), Ibiá (um), Ibirité (dois), Ituiutaba (um), Jaboticatubas (um), João Monlevade (dois), João Pinheiro (cinco), Juiz de Fora (dez), Lagoa da Prata (um), Martinho Campos (um), Monte Carmelo (um), Paracatu (um), Passos (dois), Patos de Minas (quatro), Patrocínio (dois), Pitangui (um), Pompéu (um), Ribeirão das Neves (dois), Rio Paranaíba (um), Sacramento (um), São Gonçalo do Pará (um), São Gotardo (dois), Sete Lagoas (um), Uberaba (dois), Uberlândia (16), Unaí (dois), Varzelândia (dois) e Vazante (dois).

Em relação à zika, o número de casos prováveis em Uberlândia continua o mesmo. Quinze ocorrências da doença estão sendo investigadas.

Já em Minas Gerais, houve um aumento no registro de casos da 
enfermidade. O número saiu de 1.006 na semana passada para 1.017. Até o momento, nenhum óbito causado pela zika foi confirmado no estado.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »