03/07/2019 às 17h51min - Atualizada em 03/07/2019 às 17h51min

​Três são presos suspeitos de roubo a carga no Triângulo Mineiro

Trio foi investigado na Operação Irmãos Metralha, do Gaeco de Uberlândia; prisões ocorreram no estado de Goiás nesta quarta-feira (3)

DA REDAÇÃO
Foram cumpridos, nesta quarta-feira (3), os mandados de prisão preventiva contra os três foragidos e investigados na Operação “Irmãos Metralha”. O trio é acusado de participar do roubo de uma carga de milho da empresa Cargill, crime que começou em Goiás e finalizou em Uberlândia, no último mês de abril. Na ocasião, o motorista foi sequestrado pelos criminosos e feito refém por cerca de 24h. 

Segundo o Ministério Público Estadual (MPE), o denunciado Adalto dos Santos foi preso em flagrante pela Polícia Civil em Itumbiara e Gisclei Pereira Flores e Fabiana da Cruz na cidade de Goiatuba, também no interior de Goiás. Os mandados do casal foram cumpridos pela Polícia Militar e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) local. 

O casal será conduzido ao sistema prisional de Uberlândia e o terceiro deve permanecer em Goiás, uma vez que foi preso em flagrante por porte ilegal de arma e associação criminosa. 

Os três foram denunciados pelo crime ao lado de Domingos Lopes de Araújo Neto, que foi preso em maio e teria confessado a participação durante as investigações do MPE, além de Neilton Rodrigues que já se encontrava preso por outro crime em Araraquara (SP).

O Diário não conseguiu localizar a defesa de nenhum dos réus para se manifestarem sobre as prisões e as investigações. 

INVESTIGAÇÕES
A apuração do MPE, por meio do Gaeco de Uberlândia, apontou que Adalto seria o responsável por arquitetar e comandar o roubo da carga de quase 50 toneladas de milho. Domingos negociou o veículo e a carga junto aos receptadores do material roubado, enquanto Neilton conduziu o veículo até o destino final.

O casal, por sua vez, teria exercido a função de localizar os rastreadores e bloquear o sinal para que a carga e a carreta não fossem localizadas. O processo tramita na 1ª Vara Criminal da comarca de Uberlândia e os réus respondem por roubo qualificado pelo concurso de pessoas, emprego de arma de fogo, sequestro da vítima e por transportar veículo roubado entre os dois estados.

Em maio, foram apreendidos diversos materiais com Domingos no interior goiano | Foto: Diário de Uberlândia

O ROUBO
O assalto foi no dia 29 de abril na rodovia BR-452. O motorista foi abordado por dois autores armados próximo à cidade de Santa Helena de Goiás e levado até o Triângulo Mineiro. A vítima ficou refém até a manhã do dia seguinte, sendo mantida em cativeiro em um matagal da BR-153, na cidade de Centralina.
 
O cavalo mecânico do veículo foi localizado e apreendido pela Polícia Militar (PM) no mesmo dia em um posto de Uberlândia, mas os semirreboques e a carga não foram recuperados.

O MP ainda investiga a participação de outras pessoas que integram a organização especializada em roubo de caminhões e cargas, com atuação no Triângulo Mineiro e na região sul do estado de Goiás. 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »