29/05/2019 às 15h32min - Atualizada em 29/05/2019 às 15h32min

Operação prende parte de quadrilha suspeita de roubos e homicídios no Triângulo Mineiro

Mandados da ação deflagrada pelo Gaeco de Uberlândia foram cumpridos em Goiás e no interior de SP; três da mesma família estão entre os investigados

DA REDAÇÃO
Domingos e a esposa foram presos preventivamente nesta quarta-feira (29) em Itumbiara | Foto: Diário de Uberlândia
Três pessoas foram presas nesta quarta-feira (29) durante a Operação “Irmãos Metralha”, realizada pelo Ministério Público Estadual, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) de Uberlândia. A quadrilha é suspeita de ter participação em roubos de carga e homicídios cometidos na região.

Entre os investigados estão três pessoas da mesma família. Além dos irmãos Francisco Alcides Lopes de Faria Junior e Domingos Lopes de Araújo Neto, principais alvos da operação, também foi expedido um mandado de prisão preventiva contra a mulher de Domingos, Nuenys Silva Duarte. Os dois irmãos já eram considerados foragidos da Justiça.

Os trabalhos contaram com o apoio do Gaeco de Goiás e do Comando de Operações de Divisas da Polícia Militar do estado goiano. Os mandados foram cumpridos nas cidades de Itumbiara, Campestre de Goiás e Araraquara, no interior de São Paulo.

Segundo o MPE, Domingos e a mulher foram presos em Itumbiara, além de um comparsa. O Gaeco de Uberlândia já solicitou o encaminhamento deles para o presídio Professor Jacy de Assis em Uberlândia. Houve ainda um mandado de prisão contra um quarto investigado, que já estava preso em Araraquara. A defesa deles não foi localizada pela reportagem.

O mandado contra Francisco Alcides Lopes de Faria Junior seria cumprido na cidade de Campestre de Goiás, mas ele conseguiu fugir por um matagal e ainda não foi localizado. Os rastreamentos continuam pela região.

Também foram cumpridos três mandados de busca e apreensão sendo localizados carregador de arma de fogo, munições, bloqueador de sinal utilizado para roubos de caminhões, celulares, dois veículos, além de um caderno com anotações sobre a atuação da organização criminosa.

CRIMES
A quadrilha é investigada pela prática de roubo de caminhões e cargas em Goiás e na região do Triângulo Mineiro, organização criminosa e homicídio.

As investigações apontam a participação do grupo em um roubo registrado no último dia 29 de abril em Santa Helena de Goiás. O motorista foi feito refém por cerca de 24 horas em um matagal nas proximidades da cidade de Centralina e o roubo foi finalizado em Uberlândia.


Diversos materiais foram apreendidos no interior de Goiás | Foto: Diário de Uberlândia

Na ocasião, foram roubados um cavalo mecânico, duas carretas e carga de quase 50 toneladas de milho da empresa Cargil. Em 2016, Domingos foi apontado como responsável por arquitetar, em 2016, a fuga de 13 detentos do Presídio de Itumbiara utilizando um cavalo mecânico e outros veículos de apoio.

Ele também é investigado pelo assassinato do proprietário de uma casa de prostituição em Uberlândia no ano de 2016. As investigações concluíram que a vítima Everaldo Soares Gomes foi morta pelo fato de Domingos e outro comparsa não aceitarem pagar uma taxa de R$ 250 cobrada no estabelecimento para a retirada de garotas de programa do local.

Com a prisão dos suspeitos, as investigações sobre o roubo e o homicídio em Uberlândia devem ser concluídas em 15 dias pelo Gaeco. 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »