30/04/2019 às 15h25min - Atualizada em 30/04/2019 às 15h25min

Menino atropelado com mãe e irmão na Estrada do Pau Furado recebe alta do HC-UFU

Acidente aconteceu no início do mês de abril; mãe da vítima morreu e o irmão também ficou ferido

BRUNA MERLIN
Criança ficou internada quase um mês na unidade do HC-UFU | Foto: Divulgação
Após quase um mês de internação, o menino de seis anos, que ficou gravemente ferido e perdeu a mãe em um atropelamento na Estrada do Pau Furado de Uberlândia, recebeu alta do Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU) nesta segunda-feira (29). O acidente aconteceu no dia 7 de abril e também deixou o irmão da vítima ferido.

De acordo com a assessoria de comunicação do HC-UFU, o menino recebeu alta por volta das 11h27 depois de ficar internado por 23 dias no hospital. O Diário de Uberlândia entrou em contato com o Conselho Tutelar para saber como serão os procedimentos feitos com a criança e o órgão esclareceu que não foi acionado para acompanhar o caso, provavelmente pelo fato de algum familiar da vítima ter se responsabilizado pela mesma.


Segundo as informações da Polícia Civil, a mãe das criança tinha outros dois filhos menores de idade que não estavam no momento da tragédia. Eles e outro irmão acidentado, de nove anos, foram para o estado da Bahia onde ficariam com os avós.

ATROPELAMENTO
O acidente foi registrado por volta das 21h do dia 7 de abril, na Estrada do Pau Furado em Uberlândia. As vítimas moravam em um assentamento às margens da estrada e estavam andando pela via quando o fato ocorreu.

Segundo informações divulgadas pelo Corpo de Bombeiros, a mãe foi conduzida em estado grave com politraumatismo à Unidade de Atendimento Integrado (UAI) do bairro Morumbi, mas não resistiu aos ferimentos. O menino de seis anos foi encaminhado para o HC-UFU e ficou internado até esta segunda-feira (29). Já a criança mais velha foi socorrida com uma corte no joelho até a UAI e estava fora de risco.  

O autor do atropelamento foi identificado três dias após o acidente. Ele negou as acusações, mas as investigações da polícia concluíram pela culpa dele. Ele foi indiciado por homicídio doloso consumado, duas tentativas de homicídio doloso e omissão de prestação de socorro às vítimas. 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »