16/01/2019 às 07h46min - Atualizada em 16/01/2019 às 07h46min

Inscrições para cursos de línguas vão até quinta

FERNANDA PARANHOS
Cursos têm 3 anos de duração e são divididos por semestre | Foto: Divulgação
O Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM) está oferecendo para toda comunidade 455 vagas remanescentes para os cursos de línguas nos nove campi da Instituição. Os cursos são de inglês, francês e espanhol. Nos dois campi de Uberlândia há 107 vagas para candidatos de idade igual ou maior de 13 anos. Os cursos começam na segunda quinzena de fevereiro e as inscrições vão até amanhã. A prova será aplicada no dia 03 de fevereiro.

Os cursos têm três anos de duração e são divididos por semestre e níveis que vão do básico ao avançado. Dos candidatos às vagas remanescentes é exigida uma noção básica na língua de interesse, uma vez que os níveis com possibilidade de ingresso são para turmas do Básico II, Intermediário (I e II) e Avançado (I e II). Os interessados passarão por uma avaliação que determinará a aprovação e o nível do candidato. O formato da prova segue os moldes dos processos seletivos internacionais em que as capacidades de audição, de escrita e de leitura são avaliadas. Para Juliana Alves, Coordenadora Geral de Relações Internacionais e Idiomas do IFTM, este formato exige mais do candidato e melhora a qualidade dos ingressantes.

Todos os anos, o Instituto abre 60 novas vagas para o nível básico nos três cursos de línguas. Os editais são divulgados no segundo semestre e as vagas preenchidas até o mês de dezembro por meio de sorteio. De acordo com a coordenadora do IFTM, sempre no início e no meio do ano, turmas que não tiveram todas as vagas preenchidas ou que já tenham vagas ociosas, que surgem após desistência ao longo do período letivo, são contabilizadas e então disponibilizadas para um novo processo seletivo. “Os cursos com vagas remanescentes variam de acordo com desistência que aparece em cada campi, cada cidade. Por isso o número de vagas é variável”, explica Juliana Alves. 

No final de cada semestre é dado ao aluno um certificado de 80 horas cumpridas e, no final dos três anos, o diploma com a assinatura do IFTM. Segundo Juliana Alves, o fato de ser assinado por uma instituição federal gera um bom reconhecimento no mercado de trabalho e no cenário acadêmico. “Os eventos promovidos pelo Instituto ao longo do ano, a possibilidade de participar de atividades extracurriculares e a formação internacional dos professores são pontos positivos para o candidato, além de ser um curso gratuito”, ressalta a coordenadora.

Os alunos do curso de inglês têm um incentivo a mais. No início do curso e no final de cada ano letivo eles passam por um teste chamado TOEIC Bridge. Este teste é originalmente norte americano e faz parte do programa “Idioma Sem Fronteiras” do Ministério da Educação. O objetivo é avaliar o andamento do aprendizado do aluno durante o curso e proporcionar uma certificação internacional. “Este é um teste internacionalmente reconhecido. Então, quando nosso aluno vai para o mercado, isso conta no currículo dele, mesmo para aqueles que não farão intercâmbio. É um teste que, se for feito fora do curso do IFTM, custa 200 dólares”, reforça a coordenadora.
 
Outras informações, como política de reservas de vaga, podem ser encontradas no edital, disponível no site http://www.iftm.edu.br.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »