06/09/2018 às 08h19min - Atualizada em 06/09/2018 às 08h19min

Desfile cívico vai contar com nova banda estudantil

Escolas municipais apresentarão atividades desenvolvidas durante o ano

VINICIUS LEMOS
Desfile de Dia da Independência voltará a ocorrer na avenida Floriano Peixoto | Foto: Marco Crepaldi/Secom/PMU
Atividades cívicas que foram desenvolvidas durante todo o ano em escolas municipais, além da nova banda criada entre estudantes e organizada pelo 36º Batalhão de Infantaria Mecanizado (BIMec), vão marcar o tradicional desfile do Dia da Independência, a ser realizado nesta sexta-feira (7) em Uberlândia. Mais uma vez, a parada de 7 de Setembro acontecerá na região central da cidade, a partir das 7h, na avenida Floriano Peixoto. O trânsito será fechado entre a rua Coronel Antônio Alves Pereira e a praça Rui Barbosa para o desfile, que começará com o hasteamento da bandeira brasileira na praça Tubal Vilela.

O ato terá a participação de 1.355 alunos de 12 escolas municipais. Eles serão acompanhados por cerca de 400 servidores das unidades e, durante o trajeto, abordarão temas como esportes, cultura, conscientização, meio ambiente e paz no mundo. O evento contará também com a presença de integrantes de Núcleos de Apoio Integral à Criança e ao Adolescente (Naicas) e de Centros Educacionais de Assistência Integrada ao Idoso (Ceais), da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Trabalho e Habitação. Participam ainda cerca de 400 militares da unidade do Exército em Uberlândia, além das polícias Militar, Civil, Federal, Rodoviária Federal e do Corpo de Bombeiros.

A banda formada pelo Projeto Música na Escola na unidade municipal Professora Carlota De Andrade Márquez, no bairro Jardim Célia, vai se apresentar depois de um mês de ensaios, na avenida do desfile cívico. Essa banda faz parte da segunda etapa do projeto, que contou com verbas do Município e foi coordenado pelo 36º BIMec. Os estudantes se juntarão às fanfarras criadas em duas unidades educacionais com instrumentos feitos a partir de materiais recicláveis.
Idosos dos Ceais também levarão ao desfile a fanfarra. A ação, além de trabalhar a musicalidade, auxilia na integração social, melhora a qualidade de vida dos participantes e resgata sonhos e tradições.

As instituições que quiseram participar do evento trabalharam durante todo o ano os temas a serem abordados no desfile, que giraram em torno de cidadania, aniversário de 130 anos de Uberlândia, paz, família e esporte. “O desfile tem a importância de, primeiro, falar sobre patriotismo, e, depois, dar a oportunidade de trabalhar ética e cidadania, além de ser uma forma da escola apresentar o trabalho discutido durante o ano”, disse a coordenadora de projetos da secretaria de Educação, Liliane Ribeiro.

O comandante do 36º BIMec, tenente-coronel Marcus Vinícius Gomes Bonifácio, explicou que a unidade militar levará os tanques Guarani, mas, acima da demonstração de força, o desfile é para despertar o sentimento de civismo, com valores e práticas para a identidade da nação. “É o nosso dia cívico máximo, que lembra a nossa independência”, disse.

BRASÍLIA

Neste segundo ano como comandante da unidade local do Exército, o tenente-coronel Vinícius lembrou que até 60 soldados de Uberlândia, em oito veículos, foram deslocados para a principal parada de 7 de Setembro do País, em Brasília.
“Ano passado também mandamos. Somos a única unidade próxima da capital federal com esse tipo de equipamento [tanques Guarani]”, afirmou.
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »