01/08/2017 às 04h40min - Atualizada em 01/08/2017 às 04h40min

Cinco pessoas foram mortas no prazo de 72 horas em Uberlândia

De sábado a segunda houve também cinco tentativas de homicídio

VINÍCIUS ROMARIO | REPÓRTER
Tiroteio no Morada Nova foi motivado por disputa de ponto de drogas, afirma a PM / Foto: Vinícius Romario

Pelo menos cinco homicídios e cinco tentativas foram registrados pela Polícia Militar (PM) entre sábado (29) e ontem em Uberlândia. Oito casos aconteceram na zona oeste e dois na zona leste da cidade.

Na tarde de ontem, por volta das 15h, um homem de 41 anos morreu e outras quatro pessoas ficarem feridas, entre elas um adolescente de 13 anos, durante troca de tiros em uma invasão no fim do bairro Morada Nova, na zona oeste da cidade. 

De acordo com a PM, algumas pessoas estavam em uma casa usando drogas quando indivíduos chegaram e começaram a atirar em dire- ção a residência. Os usuários também estavam armados e revidaram. A motivação do tiroteio, ainda de acordo com a polícia, seria a disputa do tráfico de drogas na região. 

Durante a troca de tiros, Márcio Machado Parreira, apontado como chefe do tráfico de drogas no local, foi atingido e morreu. Mais quatro pessoas ficaram feridas, entre elas, um adolescente de 13 anos que estava na casa no momento da ação. 

Todos feridos foram levados para unidades hospitalares da cidade. A ocorrência seguia em andamento até o fechamento desta edição, por isso não foi possível checar o estado de saúde de todas as vítimas, já que a PM não informou os nomes dos envolvidos. 

 

CORPO QUEIMADO

Ainda ontem, pela manhã, um corpo foi encontrado no bairro Santa Luzia, zona leste da cidade. Segundo a PM, após denúncia, militares foram até um lote vago no cruzamento das ruas Jaime de barros e Pascoal Bruno onde havia um corpo carbonizando.

O Corpo de Bombeiros também foi acionado. Devido ao estado da vítima, a identificação não possível e corpo foi levado para o IML. 

 

HOMICÍDIOS

Três das cinco mortes ocorreram no fim de semana

Das cinco mortes violentas registradas nas últimas 72 horas, três ocorreram entre sábado e domingo. Neste período também houve uma tentativa de homicídio, ocasionada após briga de casal.

A primeira morte aconteceu no início da noite de sábado, no bairro Nossa Senhora das Graças, zona norte. Testemunhas acionaram a Polícia Militar após ouvirem diversos disparos em uma residência na rua República Piratini. 

Segundo a PM, a vítima, Rodrigo de Almeida Gomes, de 30 anos, motivado por uma briga de trânsito, foi até o endereço citado para discutir com o suposto autor. Durante a discussão, o suspeito teria sacado uma arma e efetuado diversos disparos, sendo que dois deles atingiram Gomes. 

A vítima chegou a ser levada por um vizinho para o Hospital de Clinicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU), mas não resistiu aos ferimentos e morreu. O suspeito não foi localizado.

A tentativa de homicídio também aconteceu no iní- cio da noite de sábado, no bairro Guarani, zona oeste da cidade. Após denúncia, a PM foi até a rua Lombada, onde encontrou a vítima, um homem de 46 anos, sentado na calçada e com sangramento na costela e em um braço. 

Aos militares, a vítima disse ter sido atingida por dois golpes de faca desferidos pela esposa. A mulher, de 38 anos, foi presa na casa do casal e disse que atingiu o marido para se proteger, alegando que ele era muito violento.

 

DOMINGO

O segundo homicídio do final de semana ocorreu durante a noite de domingo. Uma briga entre amigos terminou com a morte de Carlos Roberto dos Santos, de 53 anos. O fato aconteceu na rua das Guitarras, bairro Taiaman, zona oeste da cidade. 

Segundo a PM, Santos estava na casa de um homem, de 31 anos, que teria afirmado que a vítima havia lhe roubado o celular. Após discussão, o suspeito começou a agredir Santos com chutes e socos e a vítima não resistiu aos ferimentos. O suspeito do crime fugiu, mas foi localizado e preso pela polícia. 

O terceiro homicídio também aconteceu na noite de domingo, no bairro Jardim Canaã, zona oeste. De acordo com a PM, a vítima, Willian Prates dos Anjos, de 22 anos, foi atingido por quatro tiros enquanto caminhava pela rua Eufrates. 

Testemunhas afirmaram que um homem em uma motocicleta teria sido o autor dos disparos. A motivação e autoria do crime são desconhecidas pelos militares.


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »