07/07/2022 às 08h00min - Atualizada em 07/07/2022 às 08h00min

As eleições deste ano no Brasil

CLÁUDIO DI MAURO
Na atual situação sobre a eleição presidencial, a não ser que haja um cataclisma e não tenhamos eleições, há consolidação de duas candidaturas: Lula e Bolsonaro. Duas alternativas muito diferentes entre si.

O comunicador Chico Pinheiro fez questão de elencar os fatos, óbvios para decidir seu voto. 

Segundo Chico Pinheiro, em sua visão: de um lado temos a negação da política, a negação da vida, negação de um brasil no qual depositamos esperanças de futuro; do outro lado temos um histórico que não se pode ignorar:

No governo de Lula tivemos um ciclo inédito de prosperidade, o crescimento médio foi de 4,5% ao ano ao longo de 8 anos, foram criados cerca de 10 milhões de empregos. 

Lula saiu do governo deixando um superávit de mais de 300 bilhões de dólares em caixa, dinheiro para ser utilizado na produção de políticas redutoras das injustiças sociais e promotora do desenvolvimento efetivo com distribuição de renda e elevação do salário mínimo.

Antes estávamos acostumados a ter as acusações de uma dívida externa astronômica e elevadíssima dívida interna que foi reduzida em 60%. Ao final dos governos Lula tínhamos dinheiro em caixa e até a bolsa de valores era positiva. A inflação estava absolutamente controlada. Com isso, no período em que Lula governou, sem privatizar as estatais foram reduzidas as situações de desigualdade social, para menor em 20 anos. Cerca de sete milhões de pessoas tiveram ascensão social. Jovens tiveram mais acesso às universidades. 

Nesse período houve elevado ingresso de jovens nas universidades, também tivemos a valorização da cultura. Não podemos esquecer da grandiosidade da cultura em mãos de Gilberto Gil e Juca Ferreira. Também nesse aspecto o Brasil tinha nomes respeitados em todo o planeta. O Brasil estava em efervescência. Momento em que o Brasil saiu da 12° posição na economia do mundo para se consolidar em 6° lugar.

Quando se coloca isso de um lado e Bolsonaro do outro, não deixa dúvidas.  Só por ignorância ou má fé alguém poderá dizer que neste atual tempo as coisas estão melhores. Ou teremos que indagar: melhor para quem? para os abastados?

Esse é meu engajamento com a declaração pública e os motivos pelos quais votarei e farei campanha para Lula presidente e Haddad para governador do estado de São Paulo.

Recentemente, Bolsonaro, ao fazer uma crítica a Lula, afirmou que Lula vai acabar com todos esses clubes de tiro que ele permitiu se instalar no Brasil e vai transformá-los em bibliotecas. As intenções de Bolsonaro eram criticar Lula, mas ao contrário, parece que fez campanha em favor de Lula. Hoje, há 2.850 clubes de tiros pelo Brasil, mais da metade implantados com o aumento das armas, mas, a grande maioria das pessoas, no brasil são antiarmamentistas. Queremos um país onde prevaleça a paz entre as pessoas.

Para Bolsonaro, livro é risco!!!
Há que se considerar que a ascensão social e fazer justiça social são o centro da ética que deve prevalecer nos governos. Como disse o professor Cândido Mendes, combater a injustiça social é o grande divisor de águas da ética e, combater a corrupção é obrigação de todos os governos.


*Este conteúdo é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia.
Leia Também »
Comentários »