02/04/2021 às 08h29min - Atualizada em 02/04/2021 às 08h29min

Minas está forte no vôlei e ausente no basquete

ALBERTO GOMIDE
Divulgação
A Confederação Brasileira de Basquete (CBB) está realizando o Campeonato Brasileiro da modalidade (adulto masculino) em “sistema de bolha”. A novidade foi aprovada pelos clubes no início de dezembro, visando dar mais segurança aos atletas e todo o ecossistema do basquete diante da pandemia da Covid-19. A CBB marcou o evento para o período de 08/02 a 30/05.

As equipes das Conferências Gerson Victalino e Hélio Rubens Garcia (grupos das equipes) se enfrentam em jogos de turno e returno, numa mesma sede, sem mexer no formato da competição, na primeira fase.

As 12 equipes participantes, já nos respectivos grupos, são as seguintes: Conferência Gérson Victalino (Amarela) – Botafogo Futebol e Regatas (RJ), Basket Osasco (SP), Anápolis Vultures (GO), Vila Nova/AEGB (GO), Basquete Blumenau (SC), Black Star Basquete (SC); Conferência Hélio Rubens (Verde) – NBPG Ponta Grossa (PR), ADRM Maringá (PR), Londrina Basketball (PR), União Corinthias (RS), Basquete Joinville (SC), AD Brusque (SC).

O CBA 2021 é disputado no sistema de sedes e os ginásios habilitados para realização das sedes são: Ginásio Rio Vermelho, em Goiânia (GO); Ginásio Oscar Zelaya, no Rio (RJ); Ginásio Arena Brusque, em Brusque (SC), e Ginásio de Esportes Borell Du Vernay, em Ponta Grossa (PR), que foram definidos em reunião técnica antes do início da temporada e que foram previamente inspecionados e habilitados pela CBB.

Em Minas Gerais, enquanto o vôlei feminino vai muito bem com o Itambé/Minas Tênis (BH) e o Dentil/Praia Clube de Uberlândia, o basquete (foto) não tem nenhum representante no Campeonato Brasileiro adulto masculino. Minas e Praia são, inclusive, os dois melhores times e finalistas da Superliga de Vôlei Feminino, com destaque nacional. Nas últimas décadas, Uberlândia se destacou no basquete apenas na era do Unit/Unitri, com vários e importantes títulos.
 
CBDE CONFIRMA OS JOGOS ESCOLARES
 
Os Jogos Escolares Brasileiros de 2021 vão reunir mais de 6,2 mil atletas das 27 unidades da Federação, no Rio de Janeiro, entre os dias 29 de outubro e 5 de novembro. O megaevento esportivo terá provas em 17 modalidades: atletismo, basquete, futsal, handebol, judô, vôlei, vôlei de praia, natação, tênis de mesa, xadrez, caratê, wrestling, ginástica artística, ginástica rítmica, badminton, ciclismo e taekwondo. Além disso, os JEBs contarão com as seguintes modalidades demonstrativas: skate, escalada, dança, curling e polo aquático.

E o basquete, como sempre, surge como um dos destaques, com a confirmação de representantes de 26 estados do Brasil. A estimativa é de que 16 dos esportes do programa oficial tenham como palco o Parque Olímpico da Barra. O atletismo será em outro local porque não há pista oficial no Parque Olímpico. As alternativas são as instalações militares, que foram reformadas para os Jogos Rio 2016.

Das 17 modalidades do programa oficial, nove são seletivas para os Jogos Sul-Americanos Escolares, que estão agendados para Brasília (DF), em dezembro deste ano: atletismo, basquete, futsal, handebol, judô, vôlei, natação, tênis de mesa e xadrez.

Os Jogos Escolares Brasileiros são organizados pela Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE), em parceria com a Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania, e contam com o apoio da Federação de Esportes Estudantis do Rio de Janeiro (FEERJ).
 

Este conteúdo é de responsabilidade do autor e não representa, necessariamente, a opinião do Diário de Uberlândia. 
Relacionadas »
Comentários »