14/02/2018 às 17h23min - Atualizada em 14/02/2018 às 17h23min

De volta

ADEMIR REIS | COLUNISTA
Foto: Divulgação/Denilton Guimarães/CMU

O presidente da Câmara Municipal de Uberlândia, vereador Alexandre Nogueira (PSD), está de olho no gabinete da Secretaria de Governo. Caso a secretária Ana Paula Junqueira não saia candidata a deputada federal, ele vai para o PP e concorrerá com o número 1199.
 
INELEGÍVEL
O deputado estadual Cabo Júlio (MDB), tecnicamente, já pode ser considerado inelegível pela Lei da Ficha Limpa e pode ainda ter a prisão decretada pelo envolvimento na Máfia dos Sanguessugas, organização criminosa que desviou recursos de emendas parlamentares da saúde.
 
SEM FORÇA
A pré-candidatura de Dinis Pinheiro ao governo de Minas nas eleições deste ano pelo PP está “desidratada”. A falta de apoio de seus pares e a inabilidade em conseguir aliados teria sido o principal motivo para que a pré-candidatura perdesse força. Já há quem diga que sairá para o Senado.
 
GOVERNADOR
O deputado federal Rodrigo Pacheco já admitiu que, caso sua candidatura a governador não seja aceita no MDB, irá para o DEM em março. Apesar de negar ter padrinho político para não ter seu nome associado ao de Aécio Neves, investigado por corrupção, é dele a preferência dos líderes tucanos, incluindo Anastasia.
 
TUDO MISTURADO
Entendendo “mais ou menos” de política, acho que, e quem acha não tem certeza, como as candidaturas de Dinis Pinheiro e Márcio Lacerda não decolam e Anastasia não vem mesmo, Rodrigo Pacheco seria o único que uniria forças pra disputar o governo com Fernando Pimentel, enfraquecido se o MDB o largar.
 
CONVENÇÃO
Inconformados com a decisão do vice-governador e presidente estadual do MDB, Antônio Andrade, de marcar para 17 de março a convenção do partido, deputados estaduais da sigla – opositores ao dirigente – estão tentando adiar para maio as prévias que decidirão se o partido vai ou não ter candidatura própria.
 
SOBE
Considerando que os deputados federais Tenente Lúcio e Weliton Prado busquem suas reeleições em cidades da região e que Dr. Fernando Moraes, Gilberto Cunha, Marcio Nobre, Odelmo Leão e Stoessel Vinhas não disputem neste ano, briga boa será mesmo entre Alexandre Cebola, Ana Paula Junqueira e Gilmar Machado. Uberlândia poderá ter cinco Congressistas.
 
DESCE
Bem votados aqui em 2014, nunca se lembraram de nós. Todos de olho nesses federais: George Hilton, Adelmo Leão, Stefano Aguiar, Margarida Salomão, Patrus Ananias, Padre João, Eros Biondini, Reginaldo Lopes, Luis Tibé, Lincoln Portela, Sub-Tenente Gonzaga; Bonifácio Andrada; Aelton Freitas; Mario Heringer; Zé Silva; Marcos Montes e Caio Nárcio.
Relacionadas »
Comentários »