11/05/2022 às 07h30min - Atualizada em 11/05/2022 às 07h30min

Tremores em prédio assustam moradores no bairro Santa Mônica, em Uberlândia

Abalos teriam sido ocasionados por terremoto que atingiu a Argentina

BETINA SCARAMUSSA I DIÁRIO DE UBERLÂNDIA
Corpo de Bombeiros e Defesa Civil compareceram ao local I Foto: Betina Scaramussa

Moradores de um prédio no bairro Santa Mônica relataram ter sentido o edifício tremer na noite desta terça (10). O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil estiveram no local.

O prédio localizado na Rua José Carrijo tem três pavimentos de garagem e oito andares. Por volta das nove horas da noite, os moradores acionaram o Corpo de Bombeiros relatando que a edificação tremeu. Segundo a corporação, outras localidades no bairro também sentiram o tremor.

De acordo com o agente da Defesa Civil, Dimas Alvin Gonçalves, a causa dos tremores pode estar relacionada com um terremoto que atingiu o norte da Argentina. “Houve tremores na Argentina coincidentemente no mesmo horário. Isso pode ter propagado, as ondas vêm e atingem a base do prédio e irradia para os últimos andares. Só tremores e nada com relação a edificação”, contou. A Defesa Civil vistoriou o local e não encontrou nenhum dano na estrutura.

A Defesa Civil informou que não há motivo para interdição no local. O Corpo de Bombeiros também realizou vistoria no prédio e não encontrou trincas ou rachaduras. Os militares informaram que o engenheiro e a construtora responsável pela obra também estiveram no edifício.

Em entrevista ao Diário, o servidor público Ricardo Lucas Pereira, que mora no quinto andar e está no local há dois anos, contou sobre o susto. “A sensação é que o prédio deu uma balançada, típico de tremor sísmico. Descemos correndo, porque é uma sensação muito estranha. Você está no prédio e de repente aquela sensação de mexer, de balançar. A gente ficou muito assustado”, disse.

Após o susto, as famílias foram liberadas pela Defesa Civil para voltarem ao prédio. Relatos nas redes socais mostraram que também houve tremores nas ruas José Lelis França e Patrulheiro Osmar Tavares. 

O prédio foi construído pela Almeida Vieira Construtora. Por meio de nota, a empresa
 informou que foi ao local e acompanhou a vistoria realizada pelos órgãos. Disse ainda que o prédio não teve nenhum dano estrutural e que outros moradores no bairro também sentiram os tremores.


• Compartilhe esta notícia no WhatsApp
• Compartilhe esta notícia no Telegram

TERROMOTO
Segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos, houve um terremoto na Argentina de magnitude 6,8. O site do Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP) revelou que moradores das cidades Ribeirão Preto, Indaiatuba, Itapecerica da Serra também sentiram os tremores.

*Matéria atualizada às 9h para acréscimo de informações.


VEJA TAMBÉM:

Alunos da zona rural continuam enfrentando problemas para ter acesso ao transporte escolar em Uberlândia


Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »