05/01/2022 às 13h18min - Atualizada em 05/01/2022 às 13h18min

Busca por atendimento de síndrome gripal na rede pública aumenta 90% em Uberlândia

Número de contaminados por covid-19 também registrou crescimento de 70%; Município investiga novos casos de H3N2, a nova cepa da gripe

GABRIELE LEÃO/DHIEGO BORGES
A Prefeitura de Uberlândia divulgou nesta quarta (5) atualizações sobre o aumento de casos de síndrome gripal no município. De acordo com o coordenador da Rede de Urgência e Emergência, Clauber Lourenço, a busca por atendimento no pronto socorro das unidades de saúde por pacientes com sintomas de gripe aumentou pelo menos 90% na primeira semana de janeiro. A rede também investiga possíveis novos diagnósticos do vírus Influenza A/H3N2. Até o momento, a cidade tem um caso confirmado por essa nova cepa da gripe.
 
De acordo com o responsável pela Rede de Urgência e Emergência, já há registros de internações de pacientes por gripe, mas ainda não houve aumento dessas internações, assim como da mortalidade. “Ainda estamos em um universo de muitos casos de busca do pronto socorro, mas já se acendeu um alerta. Sobre o Influenza, há um medicamento específico que ajuda no tratamento, diferente da covid. O Município comprou essa medicação e, em casos avaliados pelo médico como potencialmente graves, ela é utilizada. Esse medicamento é enviando anualmente e agora fizemos um reforço nas unidades de saúde”, destacou.
 
O coordenador ainda reforçou que, com as festas de final de ano, a possibilidade é que haja ainda um aumento de casos da nova cepa da influenza em Uberlândia, assim como da covid-19. Sobre o crescimento na procura por atendimento nas Unidades de Atendimento Integrado (UAIs), segundo Clauber, somente nesta terça (4), cerca de mil pessoas aguardavam avaliação médica com sintomas gripais. “O que já percebemos é que a busca pelo Pronto Socorro de síndrome gripal aumentou pelo menos 90% na primeira semana de janeiro se comparada com dezembro”, destacou o coordenador.
 
TRANSMISSÃO COVID X FALTOSOS NA VACINAÇÃO
Em entrevista nesta quarta, o coordenador da Rede de Urgência e Emergência também destacou a preocupação do Município com o aumento da taxa de transmissão do coronavírus na cidade. Dados levantados pela Prefeitura mostram que o índice, que estava em 0,5, aumentou para 0,79. Isso significa que, antes, 100 pessoas infectadas transmitiam a doença para outras 50. Com o aumento, 100 pessoas transmitem o vírus para outras 79.
 
Outro alerta feito pelo Município está relacionado ao número de faltosos para a terceira dose contra a covid.
Segundo Clauber Lourenço, somente nesta terça (4) três mil pessoas deixaram de comparecer para receber o imunizante. Ainda de acordo com o coordenador, Uberlândia tem cerca de 30 mil pessoas ainda não vacinadas com nenhuma dose da covid. 
 
Nesta semana, o Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19 em Uberlândia fará uma reunião extraordinária para discutir a situação na cidade.

VACINAÇÃO INFLUENZA
Ainda de acordo com Clauber Lourenço, o envio das vacinas contra a Gripe/Influenza pode ser antecipado para março. A imunização costuma ocorrer em todo país, normalmente, a partir do mês de abril.
 
O Ministério da Saúde tem avaliado antecipar a campanha de vacinação contra gripe H3N2, mês em que o Instituto Butantan informou ao governo que conseguirá entregar as vacinas contra a doença.
 
A versão disponível de vacina contra gripe atualmente não inclui a variante. Mas, segundo o coordenador de Urgência e Emergência, há medicamentos disponíveis na rede pública para serem utilizados em casos graves da doença.


* Matéria atualizada às 14h para acréscimo de informações.

VEJA TAMBÉM:
 
 
 
 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »