01/10/2021 às 10h45min - Atualizada em 01/10/2021 às 10h45min

Setor de Serviços impulsiona saldo positivo com 842 vagas de emprego em agosto

Cidade fechou o mês 1.093 vagas criadas, cerca de 18% a mais do que o mês de julho

GABRIELE LEÃO
Uberlândia teve um total de 10.599 contratações e 9.506 desligamentos no mês de agosto | Foto: DIVULGAÇÃO
O setor de serviços impulsionou o saldo positivo na geração de emprego em Uberlândia no mês de agosto. Das 1.093 vagas criadas, 842 foram do segmento de serviços. Conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), a cidade fechou o mês com cerca de 18% a mais de vagas do que o mês de julho.

O setor Serviços se destaca dentre os demais por sua maior participação relativa no volume de admissões e, também, no volume de desligamentos, uma vez que é um setor de grande absorção de mão de obra. Em agosto, sua participação no total de admissões na cidade foi de 5.916 admissões e 5.074 demissões, chegando a um saldo de 842 vagas.

No município, a Callink, empresa de call center, espera que até dezembro deste ano sejam criados mais de mil novos postos de trabalho. “Temos hoje 14 clientes ativos nas operações e os serviços de atendimento ao cliente tiveram alta nas demandas, mesmo na pandemia. A expectativa é oferecer mais de 556 vagas em outubro e mais 500 até dezembro, principalmente para atender a demanda do final de ano”, comentou a gerente.

Com quase seis mil funcionários, a expectativa é continuar contratando, mesmo em tempos de pandemia. Em abril, a empresa chegou a contratar 1.600 pessoas para a expansão das operações. “A empresa hoje tem objetivo de capacitar e treinar os colaboradores para continuar oferecendo ainda mais oportunidades dentro de Uberlândia”, explicou.

Adélio Braz é dono do Vivendo de Camarão em um dos shoppings da cidade e, durante a pandemia, precisou reduzir o número de funcionários pela metade. Ao todo, eram 14 funcionários e duas lojas em Uberlândia, mas com a crise financeira precisou fechar uma das unidades.

De acordo com o proprietário, com a flexibilização do comércio, por causa da vacinação contra a Covid-19, ele conseguiu recuperar o número de funcionários Disse ainda que já está se preparando para o maior fluxo nas festas de fim de ano e pretende contratar mais funcionários.

“Em 2020 vivemos uma situação incomum e passei 12 meses no vermelho. Agora, com a situação mais controlada, consegui recuperar o quadro de funcionários”, comentou.

ACUMULADO
Ainda de acordo com o levantamento, o município teve um total de 10.599 contratações e 9.506 desligamentos no mês de agosto. Levando em consideração os dados, o acumulado de postos de trabalho desde janeiro continua positivo.

De janeiro a agosto de 2021, Uberlândia registrou 9.758 postos de trabalho criados. Em relação ao mesmo período de 2020, a cidade não teve saldo positivo e computou o fechamento de 3.407 vagas.

Segundo a economista do Centro de Estudos, Pesquisas e Projetos Econômico-sociais do Instituto de Economia e Relações Internacionais da Universidade Federal de Uberlândia (CEPES/UFU), Ester William Ferreira, os dados coletados pelo Caged mostram uma tendência de melhora no quadro de geração de empregos formais, especialmente no setor Serviços, que é o setor que foi mais impactado pela pandemia, especialmente aquelas atividades em que é necessária a interação social direta.

“Estas atividades foram fortemente atingidas pela necessidade do isolamento e distanciamento social para conter a disseminação da Covid-19. Com o avanço da imunização da população por meio da vacinação, há mais segurança à volta das atividades em segmentos e estabelecimentos que requerem a presença física das pessoas, como restaurantes, bares, salões de beleza, hotéis, eventos, viagens, entre outros. Como essas atividades têm por característica uma maior absorção de mão de obra, seu retorno significa maior volume de contratações para recompor o contingente de trabalhadores”, analisou.
 
OUTROS SETORES
Outros setores também registraram saldo positivo no mês de agosto na cidade. Entre eles está o Comércio que gerou 221 vagas e Construção que abriu 123 postos de trabalho.

Contudo, nem todos os segmentos registraram crescimento. O setor de Agropecuária registrou - 73 vagas e o segmento de Indústria computou - 20 vagas.

O setor de Agropecuária, que vem acumulando uma redução no número de admissões por quatro meses consecutivos, registrou saldo de 221 admissões e 294 demissões em agosto. No mês de julho, o saldo negativo chegou a - 81 vagas. De acordo com a economista, o setor tem sofrido altas nas demissões devido à maquinação do setor.

PERFIL DOS CANDIDATOS
Segundo os dados do Novo Caged, houve maior número de vagas para homens em Uberlândia em agosto de 2021, chegando a 5.760, ou seja, 54,3% do total de postos de trabalho, enquanto as mulheres ocuparam 4.839, um total de 45,7%.

Também segundo o levantamento, o número de desligamentos masculinos chegou a 58%, totalizando 5.514 postos, enquanto as mulheres registraram 3.992 demissões, total de 42%.


Dos empregados, aqueles que possuem Ensino Médio Completo ocuparam 6.235 vagas, chegando a 58,8% do total de postos gerados no mês.

VEJA TAMBÉM:

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »