08/07/2021 às 09h10min - Atualizada em 08/07/2021 às 09h10min

Três pessoas são presas por explosão de agência bancária em Uberlândia

Suspeitos confessaram o crime; investigações seguem para identificar possibilidade de mais envolvidos

DA REDAÇÃO
Agência do banco Bradesco ficou destruída após a explosão I Foto: Divulgação/PMMG
Na manhã desta quinta-feira (8), a Polícia Militar (PM) comunicou que dois homens e uma mulher foram presos pela explosão da agência do banco Bradesco ocorrida na manhã de quarta (7) no bairro Vigilato Pereira, em Uberlândia. Os suspeitos foram encontrados nos bairros Brasil e Morumbi.

Ainda de acordo com a PM, as prisões foram realizadas por uma união de trabalho entre a Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (Ficco), Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e o Serviço de Inteligência da Polícia Militar, de Uberlândia e Belo Horizonte. Segundo a PM, os três suspeitos confessaram o crime. As investigações continuam para identificar se existem mais envolvidos na ação.

Por meio de nota, o Bradesco disse que o Banco está apurando o ocorrido e que a previsão é de que a agência reabra nesta quinta (8) às 13h.

CARRO ENCONTRADO
Ainda na tarde de quarta-feira (7), o veículo que os criminosos usaram no crime foi encontrado abandonado, a aproximadamente 500 metros da agência bancária, na rua Guaicurus. O esquadrão antibombas foi chamado para verificar se não havia risco de uma explosão. Dentro desse carro, foram encontradas roupas e uma mochila, objetos que podem ter ajudado na prisão dos suspeitos. 


 
RELEMBRE O CASO
A agência do banco Bradesco ficou destruída após uma explosão. Por volta das 6h da manhã, testemunhas relataram ter ouvido um barulho alto na esquina da avenida Rondon Pacheco com a Praça José Simioni, onde está localizada a agência e acionaram a Polícia Militar (PM). 

De acordo com a PM, alguns moradores também conseguiram ver homens encapuzados saindo do interior da agência. A fachada do prédio ficou destruída e com estilhaços de vidros caídos na calçada. Dentro do banco, o forro foi danificado.

A perícia da Polícia Civil encontrou ainda uma barra de ferro, que foi utilizada pelos criminosos como alavanca, para abrir a gaveta do caixa eletrônico para que os explosivos fossem colocados. Nenhum valor foi levado. Ainda de acordo com a Polícia Militar, na ação foram utilizados explosivos caseiros.


* Matéria atualizada às 11h27 para acréscimo de informações.

VEJA TAMBÉM:

 

 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »