06/07/2021 às 13h50min - Atualizada em 06/07/2021 às 13h50min

Condutor de lancha é indiciado por morte da jovem Taynara

Jovem caiu da embarcação no dia 12 de junho; suspeito responde por homicídio culposo, fraude processual e coação no curso do processo

DA REDAÇÃO

A Polícia Civil de Uberlândia concluiu o inquérito da morte de Taynara Layla Gonçalves. A jovem, de 21 anos se afogou no dia 12 de junho deste ano, depois que cair de uma lancha na Represa de Miranda. O condutor da embarcação será indiciado por homicídio culposo, quando não há a intenção de matar.

Ainda de acordo com as investigações, a queda de Taynara na água teria sido causada por uma arrancada que o condutor deu na embarcação. Essa informação só foi repassada por uma das últimas testemunhas ouvidas durante a apuração. A jovem estava sentada na popa da lancha e com o movimento se desequilibrou e caiu. Outra jovem também caiu na água, mas o namorado conseguiu puxar ela de volta.

De acordo com o delegado regional da Polícia Civil, Marcos Tadeu de Brito Brandão, o condutor será indiciado também por ser responsável pelo bem estar de todos dentro da embarcação. Havia 12 pessoas, na lancha que tem capacidade para 10. Nenhuma delas usava colete salva-vidas e o condutor estava embriagado. Ainda de acordo com a Polícia Civil, o indiciado não forneceu ou explicou onde estariam os coletes salva-vidas, o que poderia ter salvado a vida de Thaynara.

O condutor vai responder também por fraude processual e coação no curso do processo, pois tentou manipular as testemunhas para que dissessem que ele não estava pilotando a lancha. Ele responde pelos processos em liberdade.

 

VEJA TAMBÉM:
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »