08/03/2021 às 09h06min - Atualizada em 08/03/2021 às 09h06min

Mulheres incríveis cada dia mais em ação

E dentro do mês mais feminino de todos, CELEBREM MUITO mulheres incríveis!

PUBLIEDITORIAL
Falar em celebração em tempos tão difíceis, nem orna, sabemos bem disso.

Mas ainda que a dificuldade permeie os nossos dias, os nossos momentos, que ela faça bagunça com a nossa sanidade e com as nossas emoções, temos sim muito que reconhecer à nós mesmas e a todas as demais mulheres que existem. 

São anos de uma história de encorajamento, de luta, de bravura, para que consigamos ocupar espaços, e aquela incansável batalha travada para conseguirmos provar o nosso valor. E de provas entendemos muito bem. Somos desafiadas desde que nascemos, quando o sexo feminino é registrado na certidão de nascimento, a encarar barreiras de todos os tipos, formas e proporções. 

Ser mulher nos carimba com a marca da fragilidade, da vulnerabilidade, da emoção, da indecisão, da insegurança, do medo e do passo atrás. A impressão sempre foi justamente essa: por mais que avançamos, por mais que lutemos, ainda assim, estamos à um passo atrás.

E desconstruir toda essa cultura, esse patriarcado feroz, essa educação pautada na diferença, não é tarefa simples. Mas é tarefa possível!

Quando a mulher toma a decisão de mudar os rumos da sua história, ela já decidiu de verdade pagar o preço que vier. Ela entende e aceita que não vai dar conta de tudo, que vai falhar muito, que vai chorar, vai ter medo, vai se sentir sozinha e insegura em vários momentos. Ela entende que a criação dos filhos é individual, e não se apega ao seu modelo ideal mais. Ela sabe que vai ter que aprender a fazer de um jeito diferente, que vai ter que pedir ajudar, que vai ter que se doar e que vai ter que dizer não, ainda que sangrando por dentro. Ela estabelece prioridades, justamente porque aprendeu a definir quais são as suas.

Quando a mulher se olha no espelho e enxerga além do tom da pele, do tipo de cabelo, da cor dos olhos, do peso, do biotipo, aí sim ela vai se ver de verdade. Porque a nossa grande beleza mora justamente fora do alcance dos olhos. E é libertador enxergar isso e dar voz a quem nós realmente somos.

As mulheres são incrivelmente fabulosas. Não se diminua, e jamais faça do seu momento de descrença um atestado para a sua auto condenação. Todas nós temos dias bons, dias ruins e dias piores ainda. E teremos dias iluminados e de intensa alegria, desde que trabalhemos para dar vida à eles. Quando nos tornamos protagonistas de nossas próprias histórias, não há nada e nem ninguém que possa nos frear. Precisamos acreditar em nós, todos os dias um pouco mais, aceitar que somos munidas de capacidade, de inteligência e de uma sagacidade quase personalizada. 

Dedique-se a estudar, a se envolver, a se conectar, a aprender constantemente e a desbravar novos terrenos. Não tenha medo de ocupar espaços, todos eles nos cabem, nós é que precisamos entender de vez que não há padrão e nem modelo definido para entrar neles. E pare de se cobrar de forma exaustiva, irreal, ao ponto de ser extremamente dura com você mesma. Tenha metas definidas, saiba para onde está indo e saboreie a jornada. Se inspire em outras mulheres, goste do que elas estão construindo e fazendo. Elimine a torcida negativa de dentro de você sempre que ela teimar em dar as caras. Você é INCRÍVEL, lembre-se disso todos os dias. E sempre que tiver uma oportunidade, mostre isso para o mundo. Não há pecado algum em reconhecer o seu próprio esforço, afinal de contas, isso é trabalho seu e não dos outros. 

Eu sou Lu de Souza, mãe, empresária, fundadora do Moeda de Troca, Embaixadora da Rede Mulher Empreendedora, palestrante para mulheres, mentora de negócios e finanças femininas. Sou uma mulher que abraça o empreendedorismo fortemente. Atuar nas conexões femininas como uma ferramenta que muda os seus negócios e vidas tem sido o meu lema diário. 

Se você é mulher, empreendedora, incomodada, junte-se à nós. São mais de 10.000 mulheres impactadas neste 01 ano e meio de existência. 

@clubemoedadetroca
www.clubemoedadetroca.com.br






*Essa publicação é de responsabilidade do anunciante e não representa necessariamente a opinião do Diário de Uberlândia.

 

Notícias Relacionadas »
Comentários »