29/12/2020 às 09h56min - Atualizada em 29/12/2020 às 09h56min

Usuários da rede municipal de saúde devem atualizar cadastro em Uberlândia

População tem até a próxima quinta (31) para fazer recadastramento; processo permite que Município continue recebendo recursos federais

DA REDAÇÃO
Os usuários da rede municipal de saúde precisam realizar a atualização do cadastro nas unidades até a próxima quinta-feira (31) em Uberlândia. Segundo a Prefeitura, o processo permitirá que o Município continue recebendo recursos federais para custear os diversos tipos de atendimentos e tratamentos.
 
Para fazer o recadastro, o usuário deve procurar a unidade de saúde mais próxima de casa, portando identidade, CPF e comprovante de endereço. Caso o usuário não tenha condição de locomoção até a unidade de saúde, como pacientes acamados ou com alguma deficiência, outra pessoa pode fazer o cadastro desde que leve a documentação exigida. 
 
Qualquer dúvida, a população também pode entrar em contato com a unidade de saúde de referência. Os telefones estão disponíveis no site da Prefeitura.
 
A atualização do cadastro veio a partir da criação do programa Previne Brasil, lançado em 2019 pelo Governo Federal. O programa leva em consideração o número de pessoas cadastradas na Atenção Primária para definir o valor de recursos a ser repassado aos municípios. Ou seja, quanto mais pacientes efetivamente acompanhados, mais recursos os municípios recebem.
 
Antes, a distribuição de recursos era feita com base na quantidade de pessoas residentes e de serviços existentes em cada município, sem considerar o atendimento efetivamente prestado pelas equipes do Programa Saúde da Família (PSF).
 
Atualmente, Uberlândia tem 73 pontos de atenção, que estão divididos entre: Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF), Unidade Básica de Saúde (UBS) e ambulatório das Unidades de Atendimento Integrado (UAI). Estes locais oferecem diversos serviços essenciais à saúde da população, como atualização do cartão de vacina, consulta médica com médico generalista ou especialista, acompanhamento de pacientes crônicos, gestantes, crianças e idosos, entre outros.  


VEJA TAMBÉM:


 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »