23/12/2020 às 10h45min - Atualizada em 23/12/2020 às 12h38min

Operação apura furtos e receptação de veículos em estabelecimentos de Uberlândia

Ação realizada nesta quarta-feira (23) cumpriu seis mandados de prisão e 13 de busca e apreensão

DA REDAÇÃO
Equipamentos médicos foram apreendidos na casa de um dos alvos | Foto: Diário de Uberlândia
A Polícia Civil com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou, na manhã desta quarta-feira (23), a Operação Volks que investiga furtos e receptação de veículos em Uberlândia. O ex-vereador Eurípedes Barsanulfo da Silva, mais conhecido como Barsa da Sucata, é um dos alvos da ação e foi conduzido para a delegacia. 

Foram cumpridos seis mandados de prisão e 13 de buscas de apreensão. Os policiais junto a fiscais da Receita Estadual fiscalizaram empresas e ferros-velhos denunciados durante as investigações.


De acordo com a delegada Gabriela Damasceno, os trabalhos foram contra uma associação criminosa que estava envolvida em furtos e receptação de veículos da marca Volkswagen, por isso o nome da operação. O mesmo grupo também estaria envolvido em crimes como desmanche ilegal de veículos, falsidade ideológica, e receptação de peças que inclusive foram destinadas a outros estados do país. 

"Nosso planejamento não era que as prisões e buscas ocorressem neste momento, mas tivemos a oportunidade de efetuá-las. Temos evidências e elementos concretos do envolvimento dos alvos, inclusive materiais recolhidos que demonstram isso. Um dos locais onde os furtos aconteciam era próximo à Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Inclusive, na região do Hospital de Clínicas", comentou. 

Foram apreendidos materiais na casa de um dos autores como estetoscópios e outros equipamentos utilizados por vítimas que provavelmente estudam ou trabalham na área da Saúde na cidade.

ALVOS
A Polícia Civil não informou detalhes sobre os alvos e nem explicou sobre o flagrante feito contra o ex-vereador. Porém adiantou que todos os investigados trabalham no ambiente de peças automotivas e alguns deles são donos de ferros-velhos e estão envolvidos com a associação criminosa.
  
"Era um ciclo muito completo, a gente tinha o furto, o desmanche o veículo e tinha a receptação de peças. Conseguimos identificar que diversos dos furtos foram praticados pela associação os veículos nunca eram localizados. Essa organização é responsável por diversos furtos que aconteceram na cidade. Nós tivemos sete pessoas presas, ao todo, sendo seis pelos mandados e uma em flagrante", disse a delegada. 

O Diário não conseguiu localizar a defesa de Eurípedes para comentar o caso. 


 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »