24/11/2020 às 13h40min - Atualizada em 24/11/2020 às 13h40min

Jovem fica gravemente ferido após ser agredido e sofrer injúria racial em bar

Ocorrência foi registrada na madrugada desta terça-feira (24) em Uberlândia; dono do comércio apresenta outra versão

BRUNA MERLIN
Um jovem de 27 anos ficou gravemente ferido após ser agredido e sofrer injúria racial, na madrugada desta terça-feira (24), em um bar no bairro Carajás em Uberlândia. Segundo informações da Polícia Militar (PM), o rapaz estava com os amigos no local quando foi discriminado pelo proprietário do estabelecimento. 

Conforme consta no boletim de ocorrência, o fato aconteceu por volta das 5h. Os colegas da vítima relataram aos policiais que, após chegarem no bar, o jovem deu falta do celular e começou a procurar pelas redondezas. Instantes depois, um morador em situação de rua chegou ao estabelecimento e entregou o aparelho ao rapaz e disse que tinha encontrado no chão. 

Como forma de agradecimento, o jovem disse que ele poderia escolher algo para comer no bar que iria pagar. Os dois entraram no local e começaram a ser ofendidos pelo dono, que tentou expulsá-los. A vítima chegou a ser chamada de “preto” e outras palavras de cunho racista. 

Durante a confusão, o rapaz foi atingido por um soco na cabeça e caiu desacordado no chão. Ainda de acordo com as testemunhas, outros clientes que estavam no bar começaram a agredi-lo com chutes. O morador de rua conseguiu fugir. 

Os amigos da vítima tiraram ela do local e a levaram para uma Unidade de Atendimento Integrado (UAI). O jovem estava inconsciente e com diversos sangramentos pelo corpo. 

O Diário de Uberlândia conseguiu contato com o pai da vítima, no fim desta manhã,  que informou que o filho ainda está passando por atendimento médico, mas já recuperou a consciência. Ele disse também que pretende processar o estabelecimento e os responsáveis pela brutalidade. 

O OUTRO LADO
No boletim de ocorrência feito pela Polícia Militar também consta um relato feito pelo proprietário do bar. Segundo ele, o jovem e os amigos chegaram no estabelecimento, pegaram algumas bebidas e queriam ficar dentro do local. Para evitar aglomeração no comércio, o dono contou que pediu para que eles saíssem, mas, segundo ele teria sido ofendido. 

Consta ainda no relato que, durante a discussão, a companheira do jovem deu um soco no rosto do responsável pelo bar. Neste instante, outros clientes começaram a agredir o rapaz com chutes. 

O empresário informou que depois não viu mais nada e foi para o outro lado do estabelecimento atender outros consumidores.


VEJA TAMBÉM:
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »