26/10/2020 às 10h00min - Atualizada em 26/10/2020 às 10h00min

Doca Mastroiano tem registro de candidatura indeferido

Ex-vereador foi cassado por quebra de decoro parlamentar após denúncia na Operação Má Impressão

DA REDAÇÃO
Doca Mastroiano foi o sétimo vereador cassado neste ano, após denúncia de irregularidades no uso da verba indenizatória durante a Operação Má Impressão | Foto: CMU/Divulgação
O ex-vereador Doca Mastroiano (Patriota) é mais um parlamentar cassado que teve o registro de candidatura indeferido pela Justiça Eleitoral em Uberlândia. A decisão foi do juiz da 299ª Zona Eleitoral de Uberlândia, José Roberto Poiani, publicada no domingo (25).

Na decisão, o magistrado decidiu pela impugnação da candidatura de Doca atendendo pedido do Ministério Público Eleitoral (MPE), que solicitou o indeferimento devido a inelegibilidade causada pela cassação, que retirou por oito anos os direitos políticos do ex-parlamentar.

Na plataforma DivulgaCandContas, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o registro de candidatura de Doca consta como indeferido com recurso. A reportagem entrou em contato com o candidato, que disse que entrou com recurso no Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG). 

Doca Mastroiano foi o sétimo vereador cassado neste ano por quebra de decoro parlamentar, após denúncia de irregularidades no uso da verba indenizatória durante a Operação Má Impressão, do Ministério Público Estadual (MPE), através do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

Além de Doca, outros três vereadores cassados tentam se candidatar nas próximas eleições. Silésio Miranda (PT) e Ronaldo Alves (DC), que tiveram os registros indeferidos e recorreram, aguardam decisão final da Justiça Eleitoral. Já Osmírio Alves, Ceará (Rede), ainda não teve o pedido julgado.


VEJA TAMBÉM:
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »