22/10/2020 às 15h16min - Atualizada em 22/10/2020 às 15h16min

Dnit inicia reinstalação de radares no perímetro de Uberlândia

Aparelhos foram retirados das rodovias BR 365 e 050 no fim do ano passado

DHIEGO BORGES
Equipamentos foram desinstalados depois de contrato finalizado com a União | Foto: Arquivo Diário de Uberlândia
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) já iniciou a reinstalação dos radares fixos que foram retirados das BRs 050 e 365 no ano passado, após o fim do contrato com o governo federal. De acordo com o documento disponibilizado pelo órgão, no Programa Nacional de Controle Eletrônico de Velocidade, 25 aparelhos devem ser recolocados no perímetro urbano de Uberlândia.
 
Os aparelhos de fiscalização eletrônica estão sendo reinstalados nos mesmos locais. Desses, 13 radares estão localizados na BR-365, entre os Kms 621 e 630. Outros 12 farão a medição de velocidade na BR-050, entre os Kms 66 e o 76. Segundo o Dnit, os aparelhos ainda não estão em funcionamento e aguardam pela assinatura do contrato com a empresa responsável pela instalação.
 
O Diário fez contato com o órgão para saber mais detalhes. Em nota, o Dnit informou que está cumprindo o acordo judicial homologado em julho de 2019 pela Justiça Federal para a instalação de 1.140 radares eletrônicos em todo o território nacional, visando o controle de velocidade em faixas de tráfego com criticidade 'média', 'alta' e 'muito alta'. ​
 
De acordo com o órgão, os equipamentos são instalados após a aprovação dos projetos e depois passam por aferição do Inmetro. Somente após estas etapas, é iniciada a operação, efetivamente. O Dnit não esclareceu, no entanto, quando foram iniciados os serviços de reinstalação, nem a previsão para o funcionamento. O Diário também questionou sobre o valor gasto com os novos aparelhos. Perguntou também sobre qual empresa está realizando o serviço, mas as informações não foram disponibilizadas.
 
Os radares estão sendo reinstalados após um ano sem fiscalização eletrônica nas duas rodovias que cortam Uberlândia. Em 2019, o Diário trouxe uma matéria falando sobre a
retirada dos aparelhos. Na época, o Dnit justificou que os equipamentos foram retirados devido ao fim do contrato com a empresa responsável.
 
O longo período sem fiscalização nas rodovias que cortam o perímetro urbano de Uberlândia, segundo o professor do Instituto de Geografia da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e doutor em trânsito, William Rodrigues Ferreira, é motivo de preocupação.
 
“Quando se trata de perímetro urbano, a responsabilidade tem que ser maior. Pelo fato de haver pedestres, a velocidade tem que ser controlada e os radares têm o papel importante de coibir trechos onde motoristas acabam exagerando na velocidade. Essa retirada foi um equívoco muito grande”, destacou.
 
O especialista destacou ainda que, segundo o Ministério da Infraestrutura, aproximadamente 16% das mortes no trânsito são causadas por excesso de velocidade.
 
NOVOS RADARES BR-365
Neste ano, a Ecovias do Cerrado assumiu 244,3 quilômetros da BR-365, entre Uberlândia e a cidade de Jataí (GO), que estavam sob responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes.
 
Em Uberlândia, o trecho concedido inicia-se a partir do Km 629, próximo ao posto da Polícia Rodoviária Federal, sentido estado de Goiás. De acordo com a inspetora da PRF, Jane Santos, novos radares devem ser instalados na rodovia.
 
“Não sabemos dizer quantos, mas eles já identificaram os pontos, repassaram à PRF o estudo técnico e aguardam a aprovação para começar as instalações”, adiantou.

VEJA TAMBÉM:

 





 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »