10/10/2020 às 08h00min - Atualizada em 10/10/2020 às 08h00min

Lojas de Uberlândia registram aumento de até 80% na venda de produtos de climatização

Forte onda de calor fez crescer a procura por equipamentos que já faltam nas prateleiras

SÍLVIO AZEVEDO
Gerente regional da Eletrosom, Aguinaldo Fernandes, todos os equipamentos que chegam logo são vendidos | Foto: Eletrosom/Divulgação
Com o tempo quente e seco dos últimos dias, aumentou bastante a procura por equipamentos que minimizem os impactos do clima. Não interessa se é ar-condicionado, ventilador ou climatizador, o importante é que o mercado está em alta e, em algumas empresas de Uberlândia, os produtos estão em falta.

Proprietária da Cia do Vento, Eleuza Erlaine Silva comentou que o calor veio em um momento importante, pois o mercado estava sentindo os efeitos financeiros negativos causados pela pandemia da Covid-19.

“Estamos em crise desde 2014, e ainda tem essa pandemia, onde ficamos muito tempo fechados. Graças a Deus essa onda de calor veio para ajudar na parte financeira. A busca por equipamentos teve um aumento de aproximadamente 80%”.

Entre os produtos mais vendidos está o climatizador de ar, mas a grande procura já faz o estoque sofrer com a falta dos equipamentos. “Temos uma lista de espera e o que o fornecedor vai mandar não atende nem metade dessa lista. E quem precisa fazer manutenção tem que aguardar pelo menos 15 dias para fazer um orçamento”, explicou Eleuza.

A situação não é diferente na rede de lojas Eletrosom. Segundo o gerente regional Aguinaldo Fernandes, todos os equipamentos que chegam logo são vendidos. Em cidades mais quentes, como Iturama, o estoque que deveria durar três dias, não passa do primeiro após a chegada da mercadoria.

“Houve um aquecimento na venda dos produtos por causa dessa forte onda de calor. Climatizador, ar-condicionado, ventilador, nem se fala. O que tem vende. Estamos trabalhando para colocar os produtos dentro das lojas. As vendas subiram em torno de 70% em comparação ao ano passado”.

Ainda segundo Aguinaldo, a onda de calor não deixa com que as pessoas tenham o descanso apropriado, com noites mal dormidas por causa da alta temperatura e, com isso, acabam recorrendo aos equipamentos. Nas lojas da rede, a maior procura é pelos ventiladores de 40 cm e climatizadores. Mas aparelhos de ar-condicionado também têm tido bastante saída, mas com pessoas em lista de espera.

“Hoje o ar-condicionado a gente consegue no conta-gotas. A gente faz remanejo de outras lojas. As empresas estão entregando em quantidade muito pequena. Já tem cliente que deixa nome e telefone”, finalizou. 


 

VEJA TAMBÉM:

Chuva leve e isolada é prevista para este sábado (10) em Uberlândia

 



 

Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »