19/09/2020 às 09h00min - Atualizada em 19/09/2020 às 09h00min

Nordeste é o destino mais procurado pelos uberlandenses para os próximos meses

Volta do turismo é fomentada pela alta procura por praias; crise econômica e promoções forçam viajantes a investir em destinos nacionais

BRUNA MERLIN
Natal é uma das cidades com maior procura pelos viajantes de Uberlândia | Foto: Esdras Rebouças Nobre
Após quase seis meses de pandemia do novo coronavírus no Brasil, a rotina da população está voltando de forma gradativa. Além do retorno ao trabalho, as pessoas já começaram a planejar passeios de lazer e, com isso, as agências de turismo em Uberlândia estão registrando alta na procura para diversos destinos nacionais, principalmente as praias nordestinas.

Segundo o agente de viagens da La Nave Turismo, Lucas Resende, a volta das atividades turísticas em todo o país abriu portas para que as pessoas, que passaram tanto tempo em casa, procurassem viagens imediatas. “A população está tendo mais interesse em viagens e irão começar a dar mais valor nisso porque elas trazem experiência e é um refúgio da rotina”, destacou.

Mesmo que a promessa de uma vacina para a Covid-19 seja somente para 2021, muitos uberlandenses já investiram em viagens para os próximos meses deste ano e começo do ano que vem. Devido a isso, os viajantes estão procurando por segurança e o estabelecimento percebeu um aumento de interesse por resorts all inclusive, localizados no nordeste brasileiro.

“Esses locais oferecem tudo, sendo assim, os turistas não precisarão se deslocar para fazer várias coisas. É uma aposta muito válida para quem quer descansar alguns dias com segurança”, complementou Resende.

As praias do litoral nordestino também são as mais procuradas na agência CVC em Uberlândia. Conforme dito pelo agente de viagens, Sebastião Donizete, as cidades de Maceió, Fortaleza, Natal e Maragogi estão entre os destinos mais requisitados. 

“O Nordeste sempre foi um local muito procurado pelos uberlandenses. São muitas opções de praias, voos, datas e preços para todos os bolsos. É um destino bom para quem busca descanso”, disse. 

VIAGENS INTERNACIONAIS
O aumento da procura por destinos nacionais também está ligado à restrição de viagens para diversos países que ainda enfrentam um alto índice de contaminação do coronavírus. De acordo com Érika Abdulmassih, agente de viagens da 4 Travel, a demanda por viagens internacionais é pequena.

“Muitos países, como Estados Unidos e alguns da Europa, exigem o teste de PCR antes do embarque. Se tornou mais difícil entrar nos países estrangeiros”, ressaltou. 

Érika explica ainda que no Brasil os viajantes têm mais liberdade, já que diversas cidades turísticas estão funcionando 100%. Ainda segundo ela, o interesse pelas praias do nordeste também cresceu na agência. “Toda a região do nordeste está funcionando normalmente e não existe restrição para os turistas brasileiros. Isso é um atrativo para quem quer voltar a viajar depois de tanto tempo”, reforçou.

As remarcações e cancelamentos de viagens internacionais são uma realidade para as agências de turismo. Muitas pessoas que estavam com o passeio agendado para este ano tiveram que remarcar para 2021 ou cancelaram e pediram o estorno do dinheiro. 

PROMOÇÕES
A crise econômica que afeta a população brasileira é outro indicativo que explica a busca por viagens nacionais, geralmente mais baratas. Além disso, as companhias aéreas e hotéis, que registraram grande prejuízo durante o primeiro semestre do ano, estão investindo em promoções atrativas para os clientes.

Segundo Sebastião Donizete, agente da CVC, alguns voos e hospedagens podem ter até 50% de desconto. Algumas companhias chegam a oferecer descontos maiores para crianças e famílias grandes. “A hora para investir em viagens é agora. O mercado está disponibilizando muitas ofertas e diversas datas”, explicou. 

Para o agente de viagens da Home Tour, Fabrício de Assis Medeiros, o cenário poderá persistir por mais alguns meses e o interesse pelos destinos brasileiros continuarão sendo os mais procurados pelos uberlandenses no próximo ano. 

“É uma ótima oportunidade para fomentar o setor que foi bastante prejudicado desde o mês de março. Os viajantes economizam e ainda ajudam a melhorar a economia nacional”, finalizou.

SEGURANÇA
A segurança é um requisito muito importante que não pode ser esquecido pelas empresas e viajantes, pois a proliferação da Covid-19 no Brasil ainda é considerada alta. Conforme explica o agente Lucas Resende, as companhias aéreas e hotéis estão seguindo de forma rígida todas as diretrizes impostas pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

“As empresas de voos e hospedagem têm um sistema de sanitização que é utilizado sempre que há troca de passageiros e hóspedes. Tudo é muito organizado e restrito para acomodar os viajantes nesse momento”, relatou. 

Outras medidas também foram adotadas pelas empresas como restaurantes com lotação mínima e mesas separadas, redução do número de quartos, disponibilização de álcool em gel, monitoramento de piscinas para evitar aglomerações e funcionários preparados. 

A oferta de passeios também diminui em algumas cidades turísticas. Segundo Érika Abdulmassih, representante da 4 Travel, passeios que promovem a aglomeração de pessoas e que serão realizados em ambientes internos foram suspensos. “Um exemplo são os shows e apresentações artísticas que acontecem em resorts ou em restaurantes das cidades”, disse.

Entretanto, a responsabilidade não deve ser somente das empresas. Os viajantes devem seguir todas as orientações exigidas pelos órgãos de saúde, utilizando máscaras de proteção individual, álcool em gel e mantendo a distância de outras pessoas. 


VEJA TAMBÉM:
 
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »